Vice-campeão da World Series em 2014, Gasly lidera primeiro dia de testes da GP2 em Abu Dhabi. Negrão é 15º

Pierre Gasly terminou na frente o primeiro dia de testes coletivos da GP2 em Abu Dhabi. O francês da Dams e seu compatriota Arthur Pic, da Campos, foram os únicos que rodaram abaixo de 1min49s nesta segunda-feira

Pierre Gasly começou os testes coletivos para a temporada 2015 da GP2 em Abu Dhabi já mostrando seu potencial. Nesta segunda-feira (9), o francês colocou a Dams na primeira colocação com 1min48s897, ficando ao lado de Arthur Pic, da Campos, como os dois únicos que rodaram abaixo de 1min49s.
 
Logo depois dos gauleses apareceram os pilotos da equipe Trident. Raffaele Marciello virou 1min49s252, apenas 0s04 melhor que o seu companheiro, o austríaco René Binder.
 
Estreante, Jordan King ficou com a quinta colocação, seguido bem de perto por outro novato, o russo Sergey Sirotkin. 
 
Mitch Evans terminou na sétima colocação, seguido por Rio Haryanto, Alexander Rossi e Alex Lynn, que fechou o grupo dos dez mais rápidos do primeiro dia de testes.
Pierre Gasly liderou o primeiro dia de testes coletivos em Abu Dhabi (Foto: Red Bull/Getty Images)
O brasileiro André Negrão terminou a sessão na 15ª colocação, pouco mais de 1s acima do melhor tempo registrado por Gasly. O piloto ressaltou o aumento de velocidade que o carro teve com o novo DRS, mas afirmou que a Arden vai para os testes com voltas rápidas apenas amanhã.
 
“O carro ficou 15 km mais rápido. Tivemos de fazer um reajuste no acerto, que havia sido totalmente modificado para os testes com o DRS. Chegamos a botar pneus novos, mas só amanhã mesmo é que vamos nos preocupar em deixar o carro rápido", disse.
 
Os testes coletivos da GP2 continuam nesta terça-feira em Abu Dhabi.

GP2, testes coletivos, Abu Dhabi, primeiro dia:

1 PIERRE GASLY FRA DAMS 1:48.897   23
2 ARTHUR PIC FRA CAMPOS 1:48.955 +0.058 18
3 RAFFAELE MARCIELLO ITA TRIDENT 1:49.252 +0.355 14
4 RENÉ BINDER AUT TRIDENT 1:49.294 +0.397 21
5 JORDAN KING ING RACING ENGINEERING 1:49.303 +0.406 21
6 SERGEY SIROTKIN RUS RAPAX 1:49.379 +0.482 20
7 MITCH EVANS NZL RUSSIAN TIME 1:49.393 +0.496 21
8 RIO HARYANTO INA CAMPOS 1:49.456 +0.559 24
9 ALEXANDER ROSSI EUA RACING ENGINEERING 1:49.474 +0.577 22
10 ALEX LYNN ING DAMS 1:49.480 +0.583 24
11 STOFFEL VANDOORNE BEL ART 1:49.579 +0.682 23
12 NORMAN NATO FRA ARDEN 1:49.682 +0.785 22
13 RICHIE STANAWAY NZL STATUS 1:49.771 +0.874 16
14 DANIËL DE JONG HOL MP 1:49.865 +0.968 18
15 ANDRÉ NEGRÃO BRA ARDEN 1:49.916 +1.019 18
16 MARCO SORENSEN DIN CARLIN 1:49.960 +1.063 24
17 NATHANAËL BERTHON FRA LAZARUS 1:50.163 +1.266 17
18 JULIÁN LEAL COL CARLIN 1:50.307 +1.410 4
19 NOBUHARU MATSUSHITA JAP ART 1:50.674 +1.777 22
20 VITTORIO GHIRELLI ITA MP 1:50.680 +1.783 19
21 ARTEM MARKELOV RUS RUSSIAN TIME 1:50.929 +2.032 25
22 MARLON STOCKINGER SUI STATUS 1:51.004 +2.107 22
23 ROBERT VISOIU ROM RAPAX 1:51.069 +2.172 23
24 SERGIO CANAMASAS ESP HILMER 1:51.178 +2.281 24
25 ZOËL AMBERG SUI LAZARUS 1:52.651 +3.754 14

EU QUERO É MAIS

O brasileiro Felipe Massa se mostrou contente com o desenvolvimento do motor Mercedes para a temporada 2015 do Mundial de F1, mas quer ver a montadora alemã extraindo ainda mais performance do já superior V6 turbo. "Eu espero que tenha mais por vir", afirmou o piloto da Williams. Neste ano, o limite de unidades de força que podem ser usadas durante toda a temporada caiu de cinco para quatro. Isso significa que cada um precisará ser usado em média por cinco corridas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube