Iorio vibra com título da F3 Brasil e frisa grande aprendizado. Meta agora é correr na EuroFormula em 2017

Matheus Iorio fez um ano quase perfeito na F3 Brasil. Cometendo poucos erros, o piloto conquistou o título da temporada 2016 com uma etapa de antecedência. Após se sagrar campeão, o competidor ressaltou todo o aprendizado no campeonato, e afirmou que está negociando para correr na Europa no próximo ano

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
“Acho que o que frisei bastante nesse ano foi aprendizado”. Essa foi a frase que Matheus Iorio escolheu para definir a sua temporada 2016 da F3 Brasil. Na corrida 1 de Goiânia, com três corridas de antecipação, o piloto conquistou o título do campeonato, seu primeiro na categoria.
 

Das 16 provas disputadas, somou dez vitórias, com 15 pódios e nada menos que 205 pontos, 65 à frente de seu companheiro e vice-campeão, Guilherme Samaia. Os números são apenas uma amostra do desempenho do #34 no ano.
 
O campeão de 2016 entrou na F3 Brasil em 2014 defendendo a Hitech Racing. Disputando a F3 Brasil Light, categoria de acesso para a classe especial, o competidor terminou aquele ano em terceiro com 99 tentos.
Matheus Iorio (Foto: Divulgação)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Isso foi suficiente para que impressionasse a Cesário Fórmula. No ano seguinte já subiu para a categoria principal. No entanto, dividindo as pistas com Pedro Piquet, teve que se contentar com um vice-campeonato.
 

Mas o piloto queria mais, e foi o que conseguiu. Na mesma equipe, em 2016 foi atrás do título, que veio em Goiânia. Matheus, é claro, não escondeu a satisfação, mas, sobretudo ressaltou todo o aprendizado ao longo da temporada.
 
“Aprendi muito mesmo, tanto comigo, quanto com a equipe, com o carro, estou muito feliz com isso. Em questão de resultado não poderia querer algo melhor. Esse foi um ano excepcional, mas acho que o principal mesmo foi ter me focado tanto no aprendizado e na evolução”, explicou.
 
Para 2017, Iorio sabe muito bem o que quer. Procurando alçar voos ainda mais altos, o piloto já negocia com categorias internacionais para correr na Europa. “Estamos em negociação com equipe lá fora para a EuroFormula Open e a única coisa que eu espero é ser competitivo no campeonato. Acho que tenho que ir com os pés muito no chão, não é porque fui campeão aqui que vou chegar lá e ser o cara”, disse.
 
“Então o principal é manter os pés no chão e ir para lá pensando em ser competitivo, e aprender mais ainda. Espero que o aprendizado lá seja muito maior do que o próprio que foi aqui”, completou.
 
Por fim, Matheus exaltou todo o aprendizado na F3 Brasil, e expressou sua torcia para que a categoria se firme ainda mais nos próximos anos. “A F3 Brasil me deu uma ótima base, aprendi demais aqui. Espero de coração que a categoria possa crescer cada vez mais, espero que consigam se estabilizar aqui, que a categoria fique muito bem, pois o Brasil está precisando muito disso”, finalizou.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube