Caldwell vence corrida 2 da F3 marcada por incidente entre Fittipaldi e Schumacher

Olli Caldwell viu o triunfo na tarde deste sábado praticamente cair no colo com as disputas que aconteceram à sua frente: primeiro, entre Enzo Fittipaldi e David Schumacher; depois, entre Matteo Nannini e Dennis Hauger. Caio Collet terminou na quinta posição na insana corrida 2 da F3

Sette Câmara escapou na última curva, bateu e larga em último nas ruas de Mônaco (Vídeo: Fórmula E)

Se a primeira corrida deste sábado (8) de abertura da temporada 2021 da Fórmula 3 teve uma dinâmica um pouco mais normal, a segunda prova do dia foi muito movimentada, cheia de incidentes e com o vencedor definido na última volta em Barcelona. Olli Caldwell, piloto da Prema, tirou proveito de dois incidentes que ocorreram à sua frente com pilotos que lutavam pela liderança: no primeiro deles, Enzo Fittipaldi, pole da corrida 2, se envolveu em incidente com David Schumacher e, depois que o alemão foi tocado e abandonou ao bater na barreira de proteção, o brasileiro também deixou a prova, vítima de uma falha elétrica no carro. Depois, Dennis Hauger se empolgou em batalha com o italiano Matteo Nannini e também ficou pelo caminho. Por fim, Caldwell estava no lugar certo e na hora certa e ainda resistiu à pressão do francês Victor Martins nas últimas voltas para fechar o sábado com vitória na Catalunha.

Frederik Vesti, da ART Grand Prix, completou o pódio ao lado de Caldwell e Martins, companheiro de equipe de Caio Collet na MP Motorsport. O brasileiro somou pontos importantes no campeonato depois de garantir a quinta colocação na corrida 2 após ter ido ao pódio na prova que abriu a temporada, pela manhã. Clément Novalak, da Trident, foi o quarto.

FÓRMULA 3; PÓDIO; CORRIDA 2; BARCELONA
Pódio da corrida 2 da Fórmula 3 em Barcelona (Foto: Reprodução)

Jonny Edgar, da Carlin, terminou em sexto lugar, à frente do japonês Ayumu Iwasa, da Hitech. Jack Doohan, da Trident, foi o oitavo com o carro da Trident, à frente de Jak Crawford, também da Hitech. E Juan Manuel Correa, no fim de semana que marca seu retorno às corridas, conquistou uma boa décima colocação com o carro #9 da ART Grand Prix.

Na classificação do campeonato, após duas corridas, Novalak lidera com 20 pontos, contra 19 de Caldwell e 17 de Alex Smolyar, que venceu a corrida da manhã, mas se envolveu em forte acidente com Logan Sargeant nas primeiras voltas da corrida. Caio Collet está em quarto e soma 16 tentos, contra 12 de Victor Martins e Frederik Vesti.

A corrida principal da rodada tripla da Fórmula 3 em Barcelona, com Dennis Hauger na pole-position, está marcada para 7h (de Brasília), e vai contar com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura BandSports e pelo serviço de streaming F1 TV Pro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Como foi a corrida 2 da Fórmula 3 na Espanha

O começo da corrida que fechou os trabalhos deste sábado em Barcelona foi marcado pelo forte acidente que envolveu Alex Smolyar, o vencedor da prova pela manhã, e Logan Sargeant. A direção de prova precisou acionar o safety-car para remover os carros, que estavam na caixa de brita da curva 2, mas os competidores estavam todos bem.

Enzo Fittipaldi, em razão do regulamento e da inversão dos 12 primeiros do grid em relação à corrida 1, largou na pole-position da prova desta tarde em Barcelona e conseguiu manter a liderança. O piloto da Charouz, que voltou de última hora para a categoria na semana da abertura do campeonato, segurou por um bom tempo a pressão de David Schumacher, em grande duelo de pilotos donos de sobrenomes de peso no esporte.

DAVID SCHUMACHER; ENZO FITTIPALDI; CORRIDA 2; FÓRMULA 3; F3; BARCELONA;
Incidente entre Enzo Fittipaldi e David Schumacher na luta pela vitória em Barcelona (Foto: Reprodução)

Na abertura da volta 12, não teve jeito para o brasileiro. Enzo foi ultrapassado por Schumacher no fim da reta dos boxes e viu o alemão assumir a liderança da prova. Mas Fittipaldi não esmoreceu e lutou para seguir na cola de David, mas, ao mesmo tempo, passava a ser pressionado cada vez mais por Matteo Nannini, que trazia a reboque as Prema de Dennis Hauger e Oli Caldwell.

Enzo tentou o troco em cima de Schumacher na volta 15. O brasileiro emparelhou com o adversário, andou lado a lado entre as curvas 1 e 2 e tocou no carro de David. O alemão perdeu o controle do seu carro e bateu na barreira de pneus, o que forçou a direção de prova a acionar de novo o safety-car. Neste meio tempo, Enzo caiu para terceiro depois de ter sido superado por Nannini e Hauger, que subiu para segundo.

Na volta seguinte, Fittipaldi enfrentou um problema no carro e não lhe restou outra alternativa a não ser abandonar a corrida.

Sobrinho de Alessandro Nannini, Matteo manteve a ponta na relargada com o carro da HWA, mas foi muito pressionado por Hauger, cenário que se manteve nas voltas seguintes.

MATTEO NANNINI; DENNIS HAUGER; FÓRMULA 3; BARCELONA; F3; CORRIDA 2;
Incidente entre Dennis Hauger e Matteo Nannini quando os dois lutavam pela vitória (Foto: Fórmula 3/Twitter)

No giro 21 e penúltimo da corrida, Hauger acionou a asa móvel, colocou o carro de lado e fez a manobra para ultrapassar Nannini no fim da reta dos boxes. Mas os dois pilotos se chocaram e perderam qualquer chance de vitória. A ponta caiu no colo de Caldwell, que estava logo atrás nos momentos decisivos da corrida.

A última volta foi alucinante, com o britânico sendo muito pressionado por Victor Martins, outro que resistiu em uma prova de enorme sobrevivência. Mas Caldwell conseguiu confirmar a vitória depois de 22 voltas, enquanto Frederik Vesti foi o terceiro colocado, à frente de Clément Novalak, quarto, e Caio Collet, que marcou pontos importantes ao fechar a corrida na quinta posição.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar