Guia F-E 2015/16: Andretti

Todo o projeto e desenvolvimento da segunda temporada tem sido um pesadelo para a Andretti - que só conseguiu acelerar na pré-temporada quando se livrou do trem de força que criou. Com o pacote da Spark, vai tentar tirar leite de pedra

Sede: Indianápolis, Estados Unidos
Trem de força: SRT01-e
Principais dirigentes: Michael Andretti – presidente e diretor-executivo; JF Thorman e Roger Griffiths, chefes
Em 2014/15 : 6ª colocada – 119 pontos
Alguma continuidade é tudo que a Andretti precisa. OK, talvez não tudo, mas é como precisa começar. Na primeira temporada, oito pilotos passaram pelos dois carros do time norte-americano. Destes, só quem volta para o segundo ano é Simona de Silvestro, que apenas participou da rodada dupla de Londres. Entre trancos e barrancos, a Andretti começou o ano com um carro promissor, mas terminou na metade errada da classificação do Campeonato de Equipes, com o sexto lugar.
 
Para este segundo ano, acertar com Simona parece correto. E esse é basicamente o único acerto. Fora isso, a Andretti encheu a boca para dizer que estava desenvolvendo sozinha um trem de força e, embora estivesse aberta a parcerias, já tinha tudo resolvido. E então vieram os testes de pré-temporada em Donington Park – nenhuma volta rápida anotada. Então a Andretti, que conseguiu uma parceria – com a Amlin -, decidiu usar de novo o Spark SRT01-e. O trabalho da Andretti Technologies vai ficar no stand-by para o ano que vem.
Nascimento: 1º de setembro de 1988 (27 anos) em Thun, Suíça
Na F-E: 2 ePs
Na primeira temporada: 11º lugar como melhor resultado
Na carreira: 13ª na Indy (2013); 3ª na F-Atlantic (2009); 4ª na F-BMW (2006)

#28 – SIMONA DE SILVESTRO

Simona de Silvestro é mais uma grande atração da segunda temporada da F-E. A talentosa suíça chega ao segundo ano da categoria buscando impressionar e, se tiver bom equipamento, fatalmente é um nome a ser analisado na briga pelos primeiros lugares do grid.
 
A suíça também pode demorar um pouco para se adaptar ao estilo dos carros. Na temporada inaugural, a pilota só esteve em duas provas, já no fim do campeonato – e na pré-temporada quase não andou.
Nascimento: 7 de agosto de 1991 (24 anos) em Maastricht, Holanda
Na F-E: Estreante
Na primeira temporada:
Na carreira: Campeão da World Series (2012); 2º da Sprint Series do Mundial de GT (2015)

#27 – ROBIN FRIJNS

Robin Frijns chega cheio de moral para o início da temporada 2015/2016 da F-E. Dono de bons resultados em categorias de base, o holandês fez ótimo trabalho ao lado de Laurens Vanthoor no Mundial de GT.
 
Frijns vai correr ao lado de Simona de Silvestro, pilota com maior fama internacional e de talento indiscutível. Se a Andretti conseguir se recuperar da pré-temporada complicadíssima, pode ter interessante disputa dentro do time.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube