Audi aumenta participação na F-E e promove ABT à equipe de fábrica a partir da temporada 2017/18

A Audi deu um salto em sua participação na F-E. Seu envolvimento, financeiro e técnico, aumenta nesta temporada; a partir do ano que vem, a Audi ABT passa a ser um time inteiramente de fábrica

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O interesse da Audi pela F-E nunca foi uma dúvida – desde a parceria na operação da ABT na primeira temporada que a fábrica alemã era claramente uma das mais entusiasmadas com a categoria dos monopostos elétricos. Mas, a partir de agora, o envolvimento da Audi na F-E só vai aumentar. Ao ponto de fazer a Audi ABT se tornar totalmente uma equipe de fábrica na temporada 2017/18.

 
Como as preparações para a terceira temporada do campeonato estão avançadas, a Audi vai esperar mais um ano para a mudança completa. Mas já neste ano a ABT vai poder contar com mais suporte financeiro e técnico. A equipe já usa a tecnologia da fábrica da Audi em Neuburg.
 
Segundo o chefe do esporte a motor da Audi, Wolfang Ulrich, a intenção da fábrica é ter uma participação incisiva nas corridas com carros elétricos, emulando o que foi feito nas 24 Horas de Le Mans e no rali.
 
"A Audi tem consistentemente usado o esporte a motor para testar e desenvolver novas tecnologias para uso subsequente na nossa produção. Com o quattro, revolucionamos o rali e depois fizemos o padrão para corrida em circuito também. Nas 24 Horas de Le Mans, a Audi foi a primeira fábrica a alcançar vitórias com um motor TFSI, um TDI e um carro híbrido, então já escrevemos a história do esporte a motor em várias ocasiões", disse.
Daniel Abt (Foto: Reprodução/Twitter)
"Agora nossa intenção é continuar fazendo isso, mas com o automobilismo completamente elétrico. A F-E, com as corridas sendo realizadas no corações das grandes cidades, é o palco ideal para a proposta, e a ABT Schaeffler é uma parceira lógica para nós", seguiu.  
 
De acordo com Stefan Knirsch, membro do conselho presidencial e desenvolvimento técnico da Audi, a fábrica quer ter, dentro de uma década, uma representação de 25% da sua produção total sendo apenas de carros movidos à eletricidade.
 
"A mobilidade elétrica é um dos tópicos chave da nossa indústria. Temos a intenção de nos tornarmos uma fabricante premium de carros elétricos. Até 2025, um a cada quatro carros da Audi deve ser elétrico. O primeiro modelo que planejamos é um SUV que vamos apresentar em 2018. Por estes planos, adaptar nosso programa de esporte a motor e nos comprometermos com uma categoria 100% elétrica é a única decisão lógica", falou.
 
Com Lucas Di Grassi e Daniel Abt ao volante da Audi ABT, a terceira temporada da F-E começa em 9 de outubro com o eP de Hong Kong.
 
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube