F-E altera calendário e introduz etapa nas ruas de Moscou ainda na temporada 2014/2015

A F-E anunciou nesta terça-feira (3) Moscou como a décima cidade a integrar o calendário do certame. Rússia vai receber os carros elétricos no dia 6 de junho

A F-E anunciou nesta terça-feira (3) que Moscou será a décima cidade a incorporar o calendário da categoria. O ePrix da Rússia foi marcado para o dia 6 de junho e será a penúltima etapa dessa temporada de estreia do certame, que termina em Londres no dia 27 de junho.
 
“A presença da Rússia no esporte a motor data desde o início do século 20, mas a taxa de crescimento que vimos nos últimos anos é incrível”, comentou Jean Todt, presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo). “Depois da estreia do WTCC dois anos atrás e da F1 no ano passado, lançar outro campeonato da FIA no país é um marco importante nesse crescimento”, continuou.
Moscou vai receer etapa da F-E em 2015 (Imagem: Divulgação)
“A F-E representa uma nova forma de corrida e entretenimento, já que está determinada a atrair e envolver não só os fãs do esporte a motor, mas também uma nova audiência e, em especial, os jovens”, citou Todt. “Se adapta perfeitamente ao papel da FIA como promotor líder em inovação, tecnologia e performance no setor automotivo. Tenho certeza que Moscou vai gostar do evento”, completou.
 
Promotor da categoria, Alejandro Agag celebrou a chegada de Moscou ao calendário e ressaltou o crescimento do mercado automotivo na Rússia.
 
“Nós estamos encantados em receber Moscou no calendário 2014/2015 da F-E como nossa décima cidade-sede”, falou Agag. “Os russos sempre receberam com paixão e entusiasmo os eventos internacionais e nós temos certeza que farão o mesmo com o ePrix de Moscou”, seguiu.
 
“O mercado automotivo da Rússia cresce constantemente, assim como sua indústria de veículos elétricos, e estou confiante de que a F-E ajudará a promover o conceito de mobilidade sustentável neste país”, defendeu. “Como nas nossas corridas anteriores, não temos dúvidas de que o ePrix de Moscou será um espetáculo fantástico para os times, pilotos e fãs”, concluiu.
 
Por conta da introdução da etapa de Moscou, a data da oitava etapa da competição, o ePrix de Berlin, foi antecipada em uma semana e agora está marcada para o dia 23 de maio. 
DE NOVO NA FRENTE
Sebastian Vettel, pelo segundo dia seguido, foi o mais rápido dos testes de pré-temporada da F1 em Jerez de la Frontera. O alemão, que agora defende a Ferrari, anotou uma volta em 1min20s984 ainda pela manhã na Andaluzia e não foi mais superado. Um excelente início para seu relacionamento com a Scuderia.
 
E como se repetir o líder já não fosse o bastante, a F1 também viu a Sauber outra vez na segunda posição. Desta vez, com o estreante brasileiro Felipe Nasr. Fazendo seu primeiro treino com a equipe suíça, o campeão da F3 Inglesa de 2011 colocou pneus macios na parte da tarde para saltar de quarto a segundo, com um tempo na casa de 1min21s867 — exatos 0s833 mais lento.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

AINDA NÃO DÁ
A Williams não está andando com o combustível da Petrobras em seus carros e não tem uma previsão de quando vai começar a fazê-lo.
 
Quando a parceria da estatal brasileira com a equipe inglesa foi anunciada, no início da temporada 2014 da F1, disseram que o combustível da Petrobras deveria retornar à categoria com a Williams em 2015. Desde então, a marca da companhia aparece nos carros devido a um acordo promocional.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO. 

VETTEL NA CABEÇA
A Red Bull surpreendeu a todos ao aparecer com o RB10 envolto numa pintura provisória camuflada em preto e branco para o primeiro dia de testes coletivos de pré-temporada neste domingo (1), em Jerez de la Frontera. O chefe da equipe, Christian Horner, explicou de onde veio a ideia do camuflado, mas sem entregar quando e de que forma o carro ficará quando a pintura oficial chegar.
 
Segundo Horner, a pintura foi inspirada num dos muitos capacetes utilizados por Sebastian Vettel enquanto na equipe: o vestido pelo tetracampeão no GP da Itália de 2014. E completou dizendo que é impactante e dificulta na hora de gente de fora da equipe tentar recolher informações detalhadas.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO. 

SIMPLESMENTE DIFERENTE
Fernando Alonso entende que a McLaren de 2015 é bem diferente daquela de 2007, quando o espanhol integrou pela primeira vez o time de Woking. Agora, o bicampeão vê uma equipe mais aberta e credita essa impressão aos novos nomes da esquadra inglesa, especialmente o do diretor de corridas, o francês Éric Boullier, e do projetista Peter Prodromou, ex-braço direito de Adrian Newey na Red Bull.
 
A primeira passagem do asturiano pela esquadra britânica foi bastante tumultuada e acabou antes do término do contrato. A briga pelo título com o então colega Lewis Hamilton e os constantes desentendimentos com Ron Dennis levaram Alonso a sair mais cedo, apenas um ano depois da estreia.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube