Às vésperas da etapa de Marrakech, Jani fala em “mudanças imprevistas” e anuncia saída da Dragon na Fórmula E

Única equipe que não somou pontos no combinado das duas corridas da etapa de Hong Kong, a Dragon Racing vai contar com outro piloto na terceira prova do calendário da temporada 2017/18 da Fórmula E. O suíço Neel Jani anunciou sua saída do time nesta quarta-feira (3)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Mal chegou e já foi embora. Neel Jani está fora da Dragon para a sequência da temporada 2017/18 da Fórmula E. O suíço de 34 anos, campeão do Mundial de Endurance e vencedor das 24 Horas de Le Mans em 2016 pela Porsche, foi contratado pelo time norte-americano para formar dupla ao lado de Jérôme D’Ambrosio. Mas com apenas a rodada dupla de Hong Kong dos carros elétricos disputada, o piloto anunciou sua saída do grid nesta quarta-feira (3). Faltando dez dias para a etapa de Marrakech, a Dragon vai ter de procurar um substituto.

 
“Como resultado de mudanças imprevistas, a Dragon Racing e eu decidimos que o melhor para o futuro da equipe e para mim é encerrar nossa união. Gostaria de agradecer à Dragon Racing e desejo o melhor para a sequência da temporada”, afirmou Jani, em breve comunicado divulgado à revista britânica ‘Autosport’.
Neel Jani está fora da Dragon para a sequência da temporada da Fórmula E (Foto: Fórmula E)
Dentre as dez equipes do grid da Fórmula E, apenas a Dragon não pontuou no combinado das duas corridas da etapa de Hong Kong. Jani e D’Ambrosio ficaram longe do top-10 nas duas corridas do primeiro fim de semana de dezembro. O suíço, que fez sua estreia na Fórmula E nesta temporada após testes em Valência, não passou de um 18º lugar como melhor resultado.
 
Sem a parceria com a Faraday Future, antiga parceira técnica, a Dragon assinou com Jani para buscar uma maior proximidade com a Porsche, que vai entrar no grid da FE na próxima temporada. A ideia do time norte-americano era a de trazer engenheiros da montadora alemã enquanto esta busca experiência na categoria.
 
Entretanto, a Porsche descartou uma parceria técnica com a Dragon, nos mesmos moldes do que faz a Andretti com a BMW, e o negócio esfriou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Assim, o veterano do endurance volta seu foco novamente apenas para as corridas de longa duração. Seu compromisso garantido nesta temporada é com a Rebellion, equipe suíça que volta ao grid da LMP1 na temporada 2018/19 do WEC. 

 
Jani, que teve de sair da Porsche após a mudança de foco da montadora alemã, vai fazer parte da mesma equipe de Bruno Senna, campeão do WEC na temporada passada na classe LMP2.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube