Audi volta a negar ganho de vantagem, mas desiste de recorrer de punição que tirou vitória de Abt em Hong Kong

Chefe da Audi, Allan McNish voltou a afirmar que o time não ganhou vantagem por conta do uso de um código de barras inválido no inversor e no motor de recuperação de energia, mas desistiu de apelar da decisão que tirou de Daniel Abt a vitória na corrida 2 da etapa de Hong Kong da FE

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Audi voltou atrás e decidiu não apelar da decisão que tirou a vitória de Daniel Abt na corrida 2 da etapa de Hong Kong da Fórmula E. A marca das quatro argolas reforçou, porém, que não ganhou vantagem com o erro e que todas as peças estavam de acordo com o regulamento do certame.
 
A inspeção técnica feita após a prova apontou que o Audi do alemão estava com código de barras inválido no inversor e no motor de recuperação de energia – ou seja: o material que estava no carro do piloto alemão não correspondia ao que foi apresentado na inspeção da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) de antes da prova.
Daniel Abt (Foto: Audi)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Assim, Abt despencou para oitavo na classificação e a vitória em Hong Kong caiu no colo de Felix Rosenqvist, com Sam Bird tomando a liderança do campeonato.
 
Ainda no domingo, a Audi tinha anunciado que pretendia recorrer da sanção imposta pela FIA, mas voltou atrás e decidiu dar o assunto por encerrado.
 
“Nós tiramos um tempo para revisar cuidadosamente todos os documentos e processos”, disse Allan McNish, chefe do time. “Nós não ganhamos nenhuma vantagem como resultado do erro administrativo e todas as peças cumpriam totalmente a homologação e o regulamento técnico o tempo todo”, seguiu.
 
“Ainda assim, aceitamos a decisão da FIA e apoiamos totalmente os regulamentos do passaporte técnico”, frisou. “Nosso time cometeu um pequeno erro com grandes consequências e isso, infelizmente, privou Daniel de sua muito merecida vitória, pelo que só podemos nos desculpar. Tenho certeza de que o veremos no pódio outra vez em breve”, afirmou.
 
FIM DE UMA GERAÇÃO

GIAFFONE: “BRASIL TEVE SORTE POR TER PILOTOS POR TANTO TEMPO NA F1”

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube