Chefe da F-E diz que trabalha com Trulli para solucionar crise, mas admite que venda é “claramente uma possibilidade”

A equipe de Jarno Trulli ficou presa na alfândega em Pequim e não antedeu as exigências de segurança em Putrajaya. Desta forma, ainda não estreou na temporada. A F-E sente a crise e tenta trabalhar com o time suíço/italiano, mas talvez a melhor saída seja a venda

A situação da Trulli é caótica após duas corridas perdidas, isso é claro. A temporada asiática da F-E já terminou, com as provas em Pequim e Putrajaya, e a Trulli ainda não estreou. Obviamente, a F-E não está satisfeita, assim como a equipe não está em boa forma. No momento, a categoria e a equipe trabalham em solucionar o problema: e o diretor-geral da F-E, Alejandro Agag, não descarta inclusive uma venda.
 
Em duas entrevistas nos últimos dias, Agag tratou da situação. Para a revista inglesa 'Autosport', ele afirmou que está em conversas com a Trulli e que a equipe de Jarno foi mostrou ser a única até aqui com novas tecnologias que não se mostraram à altura do campeonato.
Jarno Trulli pode não ter sua própria equipe por mais muito tempo (Foto: Divulgação F-E)
"Estamos num momento de discussão sobre a situação. Absolutamente a situação vai mudar. Temos que ver exatamente como, mas quando você desenvolve uma nova tecnologia, sempre existem riscos envolvidos", disse à 'Autosport'.
 
"Temos visto uma diversidade de trens de força bem sucedidos lutando no campeonato, mas um não atingiu o padrão de segurança necessário para esse tipo de trem de força, ou padrão técnico. Precisamos ver como gerenciar a situação. Eu acho que o final da sequência de eventos vai ser um empurrão forte para o campeonato", avaliou.
 
Já ao site norte-americano 'Motorsport.com', Agag foi além. Segundo ele, uma venda do time é, sim, uma das alternativas neste momento. E de acordo com o espanhol, o que falta não é candidato a tomar o controle do time que tem Vitantonio Liuzzi como único piloto confirmado após as discussões contratuais com Salvador Durán.
 
"Eu posso vislumbrar isso [a venda], sim. Quero dizer, estamos trabalhando com eles. Temos uma posição comum e vamos concordar em algo para o futuro. E obviamente uma opção é que eles sejam substituídos por mais alguém. Isso é claramente uma possibilidade. Há muito apetite por times, então encontrar um substituto não é difícil. Mas temos que encontrar o melhor possível se esse for o caminho a seguir", encerrou.
 
A Trulli veio da criação da Drayson um ano atrás, e talvez a companhia inglesa ainda tenha interesse em participar. Outras montadoras, como Jaguar e Porsche, por exemplo, já mostraram algum tipo de vontade de participar da F-E em algum momento.


document.MAX_ct0 ='';
var m3_u = (location.protocol=='https:'?'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?':'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random()*99999999999);
document.write ("”);
//]]>–>

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube