Com Porsche de olho, Vergne pede permanência de “amigo” Lotterer na DS Techeetah

Jean-Éric Vergne quer que a DS Techeetah mantenha André Lotterer. Vergne vai seguir com a equipe franco-chinesa, mas Lotterer conversa com a Porsche e ainda não há uma decisão sobre seu futuro. Segundo o site inglês 'E-Racing365', Vergne vai ter a opinião levada em conta sobre a contratação de um novo companheiro caso Lotterer de fato deixe o time

Há uma dúvida sobre a dupla de pilotos da DS Techeetah para a temporada 2019/20 da Fórmula E: Jean-Éric Vergne, grande favorito a comemorar o bicampeonato na temporada atual, fica para o próximo ano, mas André Lotterer é objeto de interesse da novata da categoria: a Porsche. Caso o alemão decida deixar a equipe que atualmente defende, Vergne será parte importante da decisão sobre quem será seu próximo companheiro. Mas se depender dele isso não vai precisar acontecer.
 
Após duas temporadas de sucesso, Vergne garante que deseja a permanência de Lotterer. Os dois se dão bem desde que o alemão ingressou no time, na temporada 2017/18. A dupla tem uma relação próxima que é vista como força da DS Techeetah.
 
"Eu não posso tomar a decisão por André, obviamente, mas estou certo de que a decisão que ele tomará vai ser a mais correta para ele", falou. "Claro que eu adoraria que ficasse, mas se ele sair eu tenho certeza de que vamos, como uma das equipes mais bem-sucedidas da Fórmula E, contratar um piloto de alto nível e continuaremos o bom trabalho e a boa relação. Mas no momento não sei", comentou.
As DS Techeetah (Foto:DS Techeetah)

"A boa relação que temos um com o outro tem sido de grande benefício para a equipe, sem guerras internas. Nós dois nos damos muito bem e nos tornamos bons amigos, eu dei a ele todas as informações e pequenos segredos que tinha sobre a FE. Disse tudo a ele", seguiu.

 
"Cresci com essa ideia de que você tem que destruir seu companheiro de equipe, esconder coisas dele e tentar jogos mentais. Já me cansei disso. Ele parecia um cara legal, então queria ver por mim mesmo [como seria] recebê-lo bem e fazer com que ficasse confortável", avaliou.
 
A informação do site inglês 'E-Racing365' é que Vergne conta com poder dentro da equipe, uma vez que é membro fundador da DS Techeetah, está lá desde a criação da equipe, em 2015, quando a marca chinesa comprou o que era a japonesa Aguri. O espaço dele é maior que o de um piloto normal, especialmente caso confirme o título de Equipes e Pilotos no próximo fim de semana. Por isso, terá espaço fundamental na decisão sobre o próximo companheiro de equipe.
 
Vergne comentou ainda que demorou um tempo para que Techeetah e DS Citröen, que fez da equipe a sua oficial na Fórmula E, demorou um pouco para engrenar. A DS Techeetah foi a apenas um pódio nas cinco primeiras etapas do campeonato, mas desde então está numa sequência de cinco provas seguidas indo a todos os pódios.
Jean-Éric Vergne (Foto:DS Techeetah)

"Leva tempo para conhecer um ao outro e como nós trabalhamos. Levou algum tempo e tivemos algumas complicações durante a temporada que tomaram tempo. A DS me conhecia dos tempos de Virgin, mas acho justo dizer que não sou o mesmo cara daqueles tempos. Consistência é importante para agora e para o futuro. Estamos numa boa posição hoje e confio em todo mundo lá altamente, porque é um bom pessoal", finalizou.

 
Vergne chega à decisão da FE, a rodada dupla de Nova York, com 32 pontos de vantagem para o segundo colocado, Lucas Di Grassi. Lotterer está 44 tentos atrás do francês e ainda tem chances. Embora tenha estabilidade na DS Techeetah, Lotterer chegaria na Porsche como o piloto experiente do time de fábrica, uma vz que Neel Jani só participou deduas provas da categoria.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube