Com São Paulo e Belo Horizonte como únicas opções, Di Grassi vê “50% de chance” de FE no Brasil em 2020

Ligado a uma eventual corrida no Brasil desde o começo da Fórmula E, Lucas Di Grassi falou ao GRANDE PRÊMIO que vê boas chances da etapa enfim sair do papel e acontecer na temporada 2019/20. A participação dele na busca é apenas indireta, segundo o piloto da Audi

Lucas Di Grassi sempre se colocou como figura extremamente interessada numa corrida da Fórmula E no Brasil. Anos atrás chegou a desenhar uma pista no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Ao GRANDE PRÊMIO, revelou ter desenhado uma pista também em Belo Horizonte. E as chances de a categoria finalmente vir ao Brasil são intermediárias, segundo ele. 
 
Em entrevista concedida ao GP, Di Grassi falou que há 50% de chance da categoria mandar uma prova no país durante sua sexta temporada, a 2019/20. Mas apenas duas cidades estão no páreo. 
 
“As coisas estão indo bem. Acho que tem uma chance de 50% de ter uma prova na temporada que vem, no futuro. Já desenhei uma pista em Belo Horizonte e já desenhei uma pista em São Paulo. As duas pistas são interessantes, rápidas, são em lugares legais. Se tiver, vai ser em Belo Horizonte ou São Paulo, não tem chance de ser em outra praça", confirmou. 
Lucas Di Grassi com Alejandro Agag (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

"Estou envolvido indiretamente, porém não é minha decisão, não é meu evento, mas sei o que está acontecendo, tenho acompanhado, tenho ajudado dentro do possível porque é de nosso interesse ter uma etapa no Brasil”, finalizou.

 
O Rio de Janeiro esteve no calendário provisório da categoria, ainda em 2014, mas era mais um desejo que um acordo e logo foi retirada. Depois, para 2018, o eP de São Paulo foi oficializado. A prefeitura voltou atrás, entretanto, e cancelou o acerto que havia para uma pista que tinha o Anhembi como parte central.  
 
O GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' o eP de Santiago da FE com o jornalista Victor Martins. Acompanhe tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube