Componentes do trem de força ficam presos na alfândega, e Trulli tem participação no eP de Pequim ameaçada

A Trulli se tornou construtora para a segunda temporada da F-E, mas o trem de força desenvolvido pela Motomatica não vai adiantar de muita coisa se ficar preso na alfândega. Mas foi precisamente o que aconteceu em Pequim, segundo o site 'Current-e.com', colocando a participação na China em dúvida

Se você estava esperando ver 20 carros alinharem no grid da F-E para a estreia da segunda temporada da categoria neste sábado (24) em Pequim, é bom diminuir as esperanças. A situação dramática da Trulli na pré-temporada evoluiu para calamitosa já na China. Os componentes do trem de força da equipe de Jarno Trulli não chegaram e a participação na abertura está ameaçada.
 
Os componentes do trem de força do time do ex-piloto da F1 ficaram presos na alfândega, segundo o site inglês 'Current-E.com". Desta forma, Vitantonio Liuzzi e Salvador Durán nem sequer foram à pista no teste coletivo desta sexta-feira (23). Parece improvável que a Trulli tenha condições de correr em Pequim.
Jarno Trulli #chateado (Foto: Reprodução/Twitter)
A pré-temporada dava indícios das dificuldades. Entre todos os times, apenas a Andretti teve tantas dificuldades de acelerar um carro quanto a Trulli. Prontamente após o fracasso completo do uso do trem de força criado pela Andretti Technologies em Donington, o time norte-americano anunciou que usaria os componentes originais da Spark, empurrando a criação própria para daqui um ano. A Trulli, no entanto, insistiu no trem de força da Motomatica.
 
É um momento de complicações para uma equipe que tem papel importante em termos além da pista na atualidade. Basta lembrar que Jarno e o diretor-executivo da equipe, Francesco Guarnieri, estão fazendo o meio de campo entre a F-E e a cidade de Lugano para um eP na Suíça.
 
Com ou sem Trulli, a segunda temporada da F-E começa neste sábado em Pequim.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube