FE

Di Grassi bate forte na FE após ser punido por infração de regra “das mais estúpidas entre as estúpidas”

Lucas Di Grassi perdeu a pole que havia conquistado no eP de Santiago, no último sábado (26), e acabou a etapa chilena apenas em 13°. Após a corrida, bate na FE e chamou a nova regra de freios, que causou sua punição, de “estúpida”
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Lucas Di Grassi (Foto: Audi)
O último sábado (26) começou bom para Lucas Di Grassi: ele conquistou a pole do eP de Santiago, terceira etapa da FE 2018/19. Mas, minutos depois, foi punido por infringir uma nova regra da categoria: a de que os pilotos devem utilizar o freio na volta de retorno aos boxes da mesma forma que durante a volta rápida. 

Ele acabou largando em último - ainda se recuperou levemente e ficou em 12° no Chile (na pista, 13°, mas uma nova punição, contra Jérôme D'Ambrosio, subiu o brasileiro na classificação final) - e, após a corrida, bateu fortemente na Fórmula E na na regra estabelecida no intervalo entre o eP de Marrakech e o de Santiago.

"Existem muitas regras estúpidas no automobilismo, mas essa é uma das mais estúpidas entre elas", disse o brasileiro. "Não sei se é a mais estúpida, mas deveria ser revisada imediatamente para a próxima corrida."

Segundo a Audi, equipe de Di Grassi, a regra foi colocada em vigor para que os freios sejam poupados durante as etapas.
Lucas Di Grassi (Foto: Audi)
O piloto, porém, discorda: "Basicamente eu fui desclassificado por não usar meu pedal de freio do jeito certo na classificação. Nunca vi uma regra dessa, para mim é completamente estúpida. Não esperava ser excluído por uma coisa dessas. Talvez uma advertência, ou caiur três posições no grid. Estou muito frustrado porque a volta que eu fiz foi a melhor que dei na minha carreira na FE."

Com o 12° lugar, o brasileiro foi prejudicado na briga pelo segundo título na categoria: agora, após três etapas, ele é apenas o 13° na classificação, com 9 pontos.

A Fórmula E volta em 16 de fevereiro, com o eP da Cidade do México.