Duval surge no fim para bater Buemi e fechar treino livre para eP de Putrajaya na dianteira. Di Grassi é 5º

Loïc Duval é impressionantemente rápido. Em um treino livre em Putrajaya que parecia completamente dominado por Sébastien Buemi, o francês apareceu no fim para ser primeiro colocado

Loïc Duval surgiu nos últimos minutos para bater Sébastien Buemi e encerrar a hegemonia do suíço no treino livre para o eP de Putrajaya. Neste sábado (6), na Malásia, o francês da Dragon virou 1min20s188, superando por menos de 0s1 o piloto da e.dams.

Daniel Abt foi outro que teve desempenho bastante satisfatório, fechando em terceiro. Sam Bird ficou com o quarto lugar no treino, enquanto Lucas Di Grassi fez a quinta marca, 0s4 atrás de Duval.

Nick Heidfeld voltou a andar bem e bater Bruno Senna para ser o sexto, enquanto o brasileiro foi nono. Entre eles ficaram António Félix da Costa e Jean-Éric Vergne. Stéphane Sarrazin fechou o grupo dos dez mais velozes.

Com direito a batida no muro, Nelsinho Piquet completou a sessão apenas com o 16º tempo, mais de 1s atrás do companheiro de equipe Oliver Turvey

Loïc Duval liderou o TL em Putrajaya (Foto: F-E)

Confira como foi o treino livre em Putrajaya:

A primeira atividade do fim de semana da F-E em Putrajaya começou às 21h45 (em Brasília). Ainda com as temperaturas mais amenas por se tratar da manhã malaia, os pilotos logo foram à pista.

 
Logo de cara, Sébastien Buemi começou na frente, puxando a fila com um ainda bastante elevado 1min23s0. Pouco depois, foi Robin Frijns quem tomou a dianteira, com 1min22s9.
 
As marcas começaram a cair drasticamente. Bruno Senna primeiro veio com 1min22s3, na sequência apareceu Stéphane Sarrazin com 1min22s1 e, logo depois, Lucas Di Grassi baixou para 1min22s060. O ritmo só não seguiu intenso por uma bandeira vermelha.
 
Uma longa e bizarra paralisação aconteceu quando restavam pouco mais de 55 minutos para o fim da única sessão de treino livre da etapa. O motivo? Um parafuso que se soltou na zebra da curva 7. Quase 20 minutos mais tarde, as atividades foram retomadas. 
Parafuso solto na curva 7 em Putrajaya (Foto: Reprodução)
Logo que tudo foi retomado, Sam Bird, o homem que brilhou em 2014, surgiu para bater a segunda melhor marca do dia, com 1min22s1. 
 
Nicolas Prost e Jérôme D'Ambrosio foram os primeiros com 1min21s, mas as voltas logo melhorariam muito. António Félix da Costa e Jean-Éric Vergne giraram em torno de 1min20s7, enquanto Buemi acabou com a festa dos rivais tirando um dominante 1min20s272 da cartola.

Bandeiras amarelas eram agitadas quando o carro de Jacques Villeneuve apresentava problemas mecânicos no meio da reta quando, na curva 12, Nelsinho Piquet encontrou o muro, encerrando mais cedo sua participação no TL.

Com a bandeira verde rapidamente voltando a ser acionada, Daniel Abt voltou a mostrar o potencial da equipe e assumiu a segunda colocação, 0s2 atrás de Buemi.

Já nos cinco minutos finais, o sempre veloz Loïc Duval chegou para encerrar o reinado de Buemi, comprovando que a Dragon não pode ser descartada na briga pelos primeiros lugares. 

F-E, treino livre, Putrajaya:

1 LOÏC DUVAL FRA DRAGON 1:20.188   27
2 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS 1:20.272 +0.084 29
3 DANIEL ABT ALE AUDI ABT 1:20.468 +0.280 20
4 SAM BIRD ING VIRGIN 1:20.541 +0.353 28
5 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT 1:20.613 +0.425 20
6 NICK HEIDFELD ALE MAHINDRA 1:20.700 +0.512 26
7 ANTONIO FÉLIX DA COSTA POR AMLIN AGURI 1:20.760 +0.572 28
8 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA VIRGIN 1:20.825 +0.637 28
9 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA 1:21.238 +1.050 30
10 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI 1:21.251 +1.063 29
11 OLIVER TURVEY ING CHINA 1:21.478 +1.290 26
12 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON 1:21.486 +1.298 25
13 NICOLAS PROST FRA E.DAMS 1:21.496 +1.308 30
14 NATHANAËL BERTHON FRA AMLIN AGURI 1:21.528 +1.340 25
15 ROBIN FRIJNS HOL ANDRETTI 1:22.396 +2.208 26
16 NELSINHO PIQUET BRA CHINA 1:22.592 +2.404 25
17 JACQUES VILLENEUVE CAN VENTURI 1:22.714 +2.526 23
18 SIMONA DE SILVESTRO SUI ANDRETTI 1:22.826 +2.638 20

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube