Entusiasta das energias sustentáveis, Di Grassi é anunciado como embaixador da ONU para limpeza do ar

A Organização das Nações Unidas consagrou Lucas Di Grassi como embaixador internacional para a limpeza do ar. Na ocasião, Di Grassi avaliou que cerca a grande maioria das pessoas no mundo vive em locais onde a poluição do ar ultrapassa o limite tido como saudável pela Organização Mundial de Saúde

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Lucas Di Grassi chegou a Paris, numa pista em que já venceu na Fórmula E, mas o primeiro momento importante nem foi no traçado de Les Invalides. Na manhã desta sexta-feira (27), Di Grassi foi anunciado como embaixador do Programa para o Meio Ambiente da Organização das Nações Unidas – o UN Environment Programme.

 
Primeiro piloto selecionado pela Fórmula E ainda em sua fase beta, Di Grassi sempre apareceu muito envolvido com a mobilidade elétrica. Por ser ainda ligado a diferentes movimentos com relação ao desenvolvimento da tecnologia da mobilidade limpa e por ser considerado um porta-voz junto ao público internacional devido à carreira de sucesso, foi selecionado. No cardápio do novo cargo está será a luta pela melhora da qualidade do ar em todo o planeta. 
 
Na solenidade em que Lucas foi anunciado embaixador estavam também o diretor-geral da FE, Alejandro Agag; o chefe de energia e clima da Divisão de Economia da ONU. Mark Radka; o diretor-adjunto da Divisão de Economia da ONU, Tim Kasten; a chefe da Coalizão de Ar Limpo e Clima da ONU, Helena Molin-Valdés.
 
“Estou muito honrado por ter sido escolhido para contribuir com a ONU no combate a um dos problemas mais importantes e urgentes para o nosso planeta: a contínua má qualidade do ar em todos os continentes, especialmente nos mais urbanizados", disse.
O encontro da ONU com Lucas Di Grassi (Foto: Audi Sport)
"Cerca de 95% das pessoas vivem em áreas onde a qualidade do ar excede o índice máximo definido pela Organização Mundial da Saúde. Anualmente, mais de seis milhões de pessoas são vítimas de doenças relacionadas à má qualidade do ar. Somente isso já mostra a urgência de criarmos uma maior consciência global sobre o problema”, falou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Além de piloto comprometido com a FE, Di Grassi também foi escolhido como diretor-executivo da Roborace, o projeto criado em parceria com a categoria dos bólidos elétricos para desenvolver a tecnologia de carros autônomos.

 
De acordo com estudos da Health Effects Institute, órgão que pesquisa os efeitos da poluição e outros agentes sobre a saúde humana, os países emergentes apresentam os piores índices de qualidade do ar. Desta feita, também registram a maior quantidade de óbitos prematuros ligados a doenças de origem respiratória.
 
“No Brasil, espera-se que mais de 90% da população viva em áreas urbanas até 2030. Essa concentração traz diversos tipos de problema e um deles certamente são grandes focos de poluição atmosférica”, destaca Lucas Di Grassi. “As pessoas em geral não sabem, mas as doenças ligadas à poluição do ar são a quinta maior causa de mortes no mundo. É preciso que elas conheçam o problema para que tenham vontade de lutar contra ele”, avaliou.
 
“É algo que parece utópico, mas é possível: o simples fato de deixar o carro em casa e ir a pé ou de bicicleta para o trabalho, ou mesmo usar o transporte coletivo, reduziria muito o impacto de cada pessoa na atmosfera”, falou.
 
“A indústria global tem buscado soluções, como mostra o crescente sucesso da tecnologia dos carros elétricos, mas estamos ainda muito longe dos objetivos necessários. A sociedade desenhou suas cidades de forma a privilegiar o trânsito dos veículos. Agora é hora de agradecer esse privilégio com os benefícios de tecnologias que contribuam para a preservação do meio ambiente”, encerrou.
MELHOR DA HISTÓRIA?

FORMA INCRÍVEL DE MÁRQUEZ LEVANTA DEBATE NO PADDOCK GP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube