FE

Envolvido em teste da Porsche na Espanha, Hartley está “com as mãos erguidas” por chance na FE

Brendon Hartley já parece ter deixado a Fórmula 1 um pouco de lado. O ex-Toro Rosso participou ativamente dos testes da Porsche em Calafat e agora está em busca de descolar a vaga de titular para a estreia da marca alemã na Fórmula E

Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
A Porsche realizou a primeira sessão de testes de pista com o novo carro para a Fórmula E durante esta semana. Ao lado do já confirmado titular Neel Jani, esteve Brendon Hartley, o ex-F1 que é ligado à marca alemã há alguns anos por conta do sucesso no WEC. Hartley está louco para seguir grudado com a Porsche, agora na FE.
 
O piloto da Nova Zelândia destacou como adora trabalhar na parte de desenvolvimento, situação em que a Porsche se encontra no projeto da FE, mas também está com o dedo para o alto e pedindo espaço para guiar. 
O teste da Porsche em Calafat (Foto: Porsche)
"Amo me envolver na fase de desenvolvimento do 919 Hybrid tanto quanto eu gosto de correr. É algo de que tenho orgulho: participar no desenvolvimento e compreensão das tecnologias, e estou muito feliz de fazer parte desse projeto da FE começando do zero e participando do processo de desenvolvimento", afirmou.
 
"Gosto igualmente de estar envolvido com a parte das corridas. No momento é apenas o desenvolvimento, mas definitivamente estou de mãos erguidas ao céu por uma chance de correr na Fórmula E", seguiu.
 
Hartley chegou a guiar o carro antigo da FE em 2017, durante um teste de meio de temporada com a Venturi. Na sequência, entretanto, apareceu a chance de ir para a F1 com a Toro Rosso.


"Tive uma experiência muito curta com o Gen 1 e havia certamente uma grande particularidade com o trem de força e o sistema brake-by-wire", avaliou. 
 
A Porsche estreia na temporada 2019/20 da FE, esperada para o próximo mês de dezembro, e uma das vagas ainda está aberta. Hartley é forte concorrente.