Evans aproveita erro de Bueno e vence terceira seguida do eTrophy em Berlim

Piloto brasileiro largou na pole, mas errou a ativação do modo ataque. Assim, Evans assumiu a ponta e não perdeu mais

O campeonato parecia sob controle de Sérgio Jimenez e do Time Brasil no eTrophy, mas não é mais o caso após a terceira vitória seguida de Simon Evans, no começo da tarde desta quarta-feira (12), em Berlim. O neozelandês se aproveitou de um erro de Cacá Bueno e venceu a prova.

Bueno errou a zona de ativação do modo ataque quando tentou pela primeira vez, mais ou menos na marca de metade da corrida, e acabou abrindo a porta para Evans assumir a dianteira. Bueno voltou a encostar e atacou bastante, mas não passou.

No fim da corrida, o #0 cedeu a segunda colocação para o companheiro Jimenez. Desta maneira, o atual campeão segue na liderança do campeonato, embora por ainda três pontos: 151 a 148.

A corrida final, na quinta-feira, decide o campeonato. Jimenez precisa somente terminar na frente, ao passo que Evans depende apenas das próprias forças: se vencer, será campeão.

Cacá Bueno erro a zona de ativação (Foto: Reprodução)

Confira como foi a corrida:

Com Cacá na frente, a liderança do campeonato ficava restrita à briga entre segundo e terceiro colocados, Simon Evans e o líder Sérgio Jimenez. Caso o brasileiro conseguisse se manter na dianteira já faria muito para o companheiro na disputa pelo caneco.

O começo da prova foi com normalidade. Bueno abriu a dianteira e segurou. A única briga nas primeiras voltas era do pessoal da classe Pro-Am. Adalberto Baptista largou melhor, em sétimo. Após dez minutos de corrida, entretanto, Fahad Al-Gosaibi fez a ultrapassagem e tomou o posto do brasileiro. Takuma Aoki veio a reboque, estava perdido no fim da fila.

Mas o grande o momento da prova veio com dez minutos restantes. Bueno abriu para buscar o modo ataque e errou a zona de ativação. Com isso – e Evans já na velocidade maior -, perdeu a liderança para o neozelandês, que abria imediatamente.

De volta ao Pro-Am, Paul Spooner começava a limpar o caminho, passava Baptista e logo passaria Al-Gosaibi também.

Bueno se lançou para atacar Evans e tentar limpar o erro de voltas antes. Colocou o carro por fora, mas não conseguiu recuperar. Ativou o modo ataque pela segunda vez para voltar a carga, mas novamente teve as brechas negadas até que Evans abrisse para também aumentar sua velocidade. Com menos de um minuto no relógio, Simon passou.

Terceira vitória seguida de Evans, mas Jimenez se beneficiou da troca de posições com Bueno para terminar em segundo. Nick Foster, Alice Powell, Bryan Segers, Spooner, Al-Goisaibi, Aoki, Baptista e os convidados Jessica Hawkins e Sven Förster fecharam a classificação.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube