F-E perde Battersea Park, mas busca novo acordo para levar eP mais ao centro de Londres, afirma revista

Depois de dois anos de confusões para garantir a corrida final da temporada no Battersea, a F-E desistiu do parque e vai olhar para outra parte de Londres. A princípio sem acerto, agora a categoria tem cerca de um ano para costurar um acordo para uma prova mais no centro da cidade

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Enfim, o processo judicial estava correndo nos últimos meses definiu que a F-E vai correr, como esperado, no Battersea Park. Mas, embora ainda passe panos quentes na questão, a F-E sabe que deve ser a última vez que vai passar pelo parque londrino. Os problemas com a associação local de moradores vê colocando a corrida em interrogação desde a primeira temporada.

 
A F-E tem um contrato de três anos com a cidade de Londres para correr no parque, porém a permissão irritou os moradores da região londrina de Wandsworth. A intranquilidade que um evento internacional leva naturalmente ao local incomoda. Foi por pouco que os carros elétricos foram para lá em 2015 e o cenário se repetiu neste ano. É preocupante que a etapa que fecha a temporada viva em constante ameaça.
 
"Estamos olhando para todas as opções. A prioridade é focar na segunda temporada. Depois disso, vemos. Temos um contrato com o Conselho para continuar por mais um ano, mas estamos abertos e flexíveis. Temos que respeitar tempo e processos. Estamos trabalhando em soluções dentro de nosso controle, mas sempre podemos ir só até onde dá", disse.
Sam Bird, ao centro, comemora em casa com os companheiros de pódio, Loïc Duval e Jérôme D'Ambrosio (Foto: Reprodução/Twitter)
Outro ponto avaliado por Agag é que o parque do sul de Londres não atende exatamente o sonho maior da F-E que é correr no centro das cidades. "Precisamos de um lugar comparável a Berlim e Paris", disse sobre as chances de uma nova pista. "Os ingleses amam o automobilismo e todo seu ambiente, então creio numa boa chance. O sonho seria uma pista que passasse pelo Mall, Birdcage Walk e pela House Guards Parade".
 
Segundo a revista inglesa 'Autosport', é um fato que o Battersea está fora da jogada para o ano que vem, mas a F-E já está em conversas para correr em volta do ExCel Centre – que chegou a ficar de sobreaviso para substituir o parque na primeira temporada. 
 
Na semana passada, a F-E divulgou uma prévia de calendário para a terceira temporada que não tinha Londres e via duas rodadas duplas, em Montreal e Nova York, encerrando a temporada. A rodada dupla em Londres que fecha o calendário 2015-16 da F-E acontece nos dias 2 e 3 de julho.
PADDOCK GP #29 RECEBE PIPO DERANI E DEBATE GP DA ESPANHA DE F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube