FE

GP às 10: Mesmo sem fracasso, trio ex-F1 não impressionou no ano de estreia

Pascal Wehrlein, Stoffel Vandoorne e Felipe Massa fizeram, às suas maneiras e com as limitações que se apresentaram, uma temporada que justificou a presença na Fórmula E. Mas, ao menos para quem esperava fogos de artifício, nenhum dos três teve um ano de encher os olhos. Não houve fracasso, mas faltou uma pimentinha. É a avaliação de Pedro Henrique Marum

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Quando Felipe Massa, Pascal Wehrlein e Stoffel Vandoorne desembarcaram na Fórmula E, havia expectativa de que pulassem imediatamente para o ról dos vencedores de provas - ainda que Vandoorne tivesse saído da F1 com talento sob dúvida. Após uma temporada completa, dá para dizer que os três têm bom nível e condições de serem alçados para entre os principais nomes da Fórmula E. Apesar de merecem estar no grid, a temporada inicial poderia ter sido com uma pimentinha a mais, avalia Pedro Henrique Marum.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.


Paddockast #25
Bênçãos e Maldições da Fórmula E


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.