Rosenqvist ataca Buemi nas voltas finais, ultrapassa e vence eP de Marrakech. Piquet é quarto e Di Grassi abandona

Com sol após uma manhã fria e cheia de névoa, a Fórmula E viu Sébastien Buemi voltar à briga pelas primeiras colocações no Marrocos. A vitória, no entanto, foi de Felix Rosenqvist, que ultrapassou o suíço da Renault no final

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Com dois rivais para aturar, Sébastien Buemi fez o que foi necessário para se manter à frente e sair do carro com a vitória do eP de Marrakech neste sábado (13). E ainda assim deu errado. Sam Bird foi para cima durante a durante a primeira metade, mas o inglês saiu da frente de Felix Rosenqvist após um problema no carro da DS Virgin. Quando o sueco ganhou a chance de atacar, ficou claro que uma hora a ameaça se transformaria em mergulho. A três voltas do fim, o sueco da Mahindra foi de fato para cima de Buemi, passou e agora é o líder do campeonato. 

Mesmo sem a vitória, Buemi mostrou que é, sim, alguém para se levar em consideração na disputa pelo título. Com os 18 pontos do segundo lugar e mais os três da pole, ele está na tabela de contagem para valer. Bird, com a queda de rendimento da DS Virgin, certamente vai lamentar ter deixado a briga pela vitória, mas segue cercando a liderança do campeonato.
 
Nelsinho Piquet largou em oitavo e chegou a ser nono na primeira volta, mas rapidamente foi ganhando campo. Ganhou posições por certa sorte de problemas de quem vinha na frente, mas a maioria veio com ultrapassagens efetivas – incluindo uma bela passada em José María López. Mais um P4 e este com a volta mais rápida mostram que Piquet está se adaptando rápido com a Jaguar, que, por sua vez, é bem melhor que no ano passado. 
 
Jean-Éric Vergne conseguiu se recuperar de um treino de classificação ruim para chegar no quinto posto, seguido por José María López, na reestreia. Nick Heidfeld – que chegou a mandar o dedo do meio a António Félix da Costa após um contato -, Tom Blomqvist, Nicolas Prost e Alex Lynn fecharam o top-10. Lucas Di Grassi ocupava o quarto lugar e tinha bom ritmo quando o carro da Audi parou, ainda na primeira parte da prova, e ele teve de abandonar.
 
A FE volta no primeiro fim de semana de fevereiro com o eP de Santiago.
Felix Rosenqvist venceu em Marrakech (Foto: Reprodução/Twitter)

Confira como foi o eP de Marrakech:

Se o começo das atividades foi com névoa e tempo nublado, o sol resolveu aparecer para a largada da FE em Marrakech. Sébastien Buemi partiu bem, mas Sam Bird não deixou que ele escapasse. Na segunda volta, enquanto o meio do pelotão tentava atacar e defender posições ao mesmo tempo, Daniel Abt passou do ponto e tocou Alex Lynn. Abt seguiu, mas Lynn rodou e viu sua corrida ser jogada fora.
 
Quem aproveitou a confusão foi Nelsinho Piquet, que tinha acabando de retomar a oitava colocação de Mitch Evans. Com o toque entre os dois, passou ambos. Na sequência, enquanto Lucas Di Grassi tomava o P4 de José María López e Nelsinho viu uma oportunidade. E mergulhou para uma bela ultrapassagem.
 
O próximo toque a causar problemas foi entre Nicolas Prost e André Lotterer. Desta feita, o responsável pelo contato foi quem se deu pior: Prost rodou e caiu para as últimas posições.

O FanBoost foi para Buemi, Di Grassi e Abt.

 
Bird, enquanto isso, encostava em Buemi. A situação piorou muito para o campeão Di Grassi. Seu Audi #1 foi caindo de produção até não resistir mais a Piquet. E foi caindo até parar na pista – era o fim da linha.
 
Abt tomou a quarta colocação de Piquet logo em seguida e parecia o piloto mais rápido na pista, mas chegou a punição referendada pelos comissários por conta do toque em Lynn. Na briga pelas primeiras posições dos pontos, Oliver Turvey ajustou uma bela ultrapassagem para cima de Nick Heidfel. Não bastasse isso, António Félix da Costa viu uma janela e se lançou. Passou Heidfeld com contato, o que fez o alemão levantar o dedo do meio em riste para mostrar indignação. Um pouco depois, Da Costa foi punido com um 5s.
Na aproximação da metade da corrida, o DS Virgin de Bird perdeu rendimento em questão de fração de segundo e fez com que Felix Rosenqvist fizesse uma fácil ultrapassagem para assumir o segundo posto e passar a ele mesmo incomodar Buemi. Bird, enquanto isso, ia ficando mais lento. Na quarta colocação, Pechito López deixou Piquet para trás.
 
As paradas nos boxes começaram na 16ª volta, mas esquentaram mesmo na 17ª. Como Lotterer abandonou a pista com o carro no traçado, a corrida entrou em bandeira amarela de todo o circuito. Assim, os líderes aproveitaram para ingressar na garagem. O único a levar alguma vantagem foi Piquet, que passou López. Algo que Jean-Éric Vergne também faria instantes depois.

Na frente, Rosenqvit se mantinha a uma distância quase inexistente de Buemi e mostrava que ia tentar atacar. Talvez com a intenção de fazer o suíço gastar o FanBoost, demorou. Apenas com três voltas para o fim é que o ataque foi, de fato, realizado. E com grande sucesso.

Antes do fim ainda havia tempo de Edoardo Mortara novamente cometer um erro que custou pontos. O italiano, assim como quando venceria em Hong Kong, errou no fim, tocou Maro Engel e fez o alemão acertar Nick Heidfeld. Mas foi mesmo Mortara quem se deu pior e ficou sem pontos após rodar. 

FE, ePde Marrakech, Classificação final:

1 FELIX ROSENQVIST SUE MAHINDRA 33 voltas  
2 SÉBASTIEN BUEMI SUI RENAULT +0.945  
3 SAM BIRD ING VIRGIN DS +5.762  
4 NELSINHO PIQUET BRA JAGUAR +6.554  
5 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TECHEETAH +12.238  
6 JOSÉ MARÍA LOPEZ SUI DRAGON +16.491  
7 NICK HEIDFELD ALE MAHINDRA +28.381  
8 TOM BLOMQVIST SUE ANDRETTI +32.380  
9 NICOLAS PROST FRA RENAULT +33.099  
10 ALEX LYNN ING VIRGIN DS +33.520  
11 DANIEL ABT ALE AUDI ABT +40.951  
12 MITCH EVANS NZL JAGUAR +46.278  
13 MARO ENGEL ALE VENTURI +46.915  
14 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR ANDRETTI +1:01.116  
15 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON +1:13.805  
16 LUCA FILIPPI ITA NIO +1 volta  
17 EDOARDO MORTARA ITA VENTURI +3 voltas NC
18 OLIVER TURVEY ING NIO +16 voltas NC
19 ANDRE LOTTERER ALE TECHEETAH +19 voltas NC
20 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT +26 voltas NC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube