Sem ameaças, Bueno vence corrida 1 do eTrophy em Berlim. Jimenez agita eP e é 4º

Cacá Bueno sumiu para vencer por 3s5, ao passo que Sérgio Jimenez caiu de segundo para oitavo e ganhou quatro colocações na sequência

O dia foi tranquilo para Cacá Bueno. Após a pole-position mais cedo, o multicampeão da Stock Car controlou a corrida 1 do eTrophy na maratona de Berlim e venceu sem realmente sofrer ameaças. No que foi somente a segunda corrida dele na temporada, chegou a 28 pontos.

As possíveis ameaças reais para Bueno seriam Sérgio Jimenez e Simon Evans, que largavam em segundo e quarto, respectivamente, mas o companheiro de equipe largou mal. Jimenez e Evans brigaram entre eles, enquanto Nick Foster foi quem passou a acompanhar no segundo lugar. Mas não atacou em momento algum.

Jimenez brigou com Foster na largada e perdeu feio, caindo inicialmente para o quinto lugar e depois, ao pegar o modo ataque, para oitavo. Após voltar ao pelotão com um movimento contestável, enfileirou ultrapassagens e voltou ao P4. Foi lá que terminou. Agora, Jimenez segue líder, mas somente três pontos na frente de Evans.

A próxima corrida acontece já na quinta-feira.

Cacá Bueno teve dia tranquilo no Jaguar eTrophy (Foto: LAT Images – Jaguar I-PACE eTROPHY)

Confira como foi a corrida

A largada para a sequência derradeira da história do eTrophy foi com fortes emoções. Cacá Bueno saiu bem e manteve a dianteira, mas Nick Foster veio para cima de Sérgio Jimenez num duelo pela segunda colocação. Os dois acabaram se espremendo de um lado para o outro, com apenas o lado da curva definido quem seria a caça e quem seria o caçador. Mas, no fim, Foster levou a melhor e deixou Jimenez em maus lençóis.

O líder do campeonato ficou bem por fora e foi passado por Simon Evans e Oli Webb. Com a situação se complicando, Jimenez foi buscar o modo ataque, colocado bem no fim da pista no contorno do cotovelo. Assim, caiu para o oitavo lugar e voltou para o pelotão com uma tomada um tanto quanto perigosa na frente de Takuma Aoki, nono colocado e que precisou catar no freio para evitar a batida.

Entretanto, Jimenez começou uma uma sequência de algo que é raro na categoria: ultrapassagens. Rapidamente, num espaço de duas voltas, deixou para trás Greg Segers, Alice Powell, Fahad Al-Gosaibi e Webb. Logo estava grudado atrás de Evans, que é o grande rival na luta pelo título.

Com 12 minutos para o fim, quando o carro de Foster fazia bastante barulho de alguma coisa solta, Evans abriu para pegar o modo ataque e voltou atrás de Jimenez. Mas não teve jeito: quando encostou novamente, apesar da boa defesa inicial do brasileiro, ultrapassou e voltou para a terceira colocação. Uma volta depois, os dois primeiros colocados buscaram o modo ataque juntos.

Sem Foster tentar ousar de alguma maneira para se valer do modo ataque, ficou claro que Bueno venceria a corrida. Atrás, Jimenez voltou a pegar o modo ataque antes do rival e ultrapassou, mas Evans devolveu a passada quando ele próprio assumiu o modo ataque.

O final foi esse. Bueno terminou 3s5 na frente de Foster, enquanto Evans encerrou o pódio. Jimenez foi quarto colocado, mas investigado pela direção de prova pela volta ao pelotão após pegar o primeiro modo ataque. Webb, Powell, Segers, Al-Gosaibi, Aoki, o também brasileiro Adalberto Baptista e Paul Spooner fecharam o grid.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar