Senna fica feliz com potencial da Mahindra e já projeta temporada melhor na F-E, mas vê e.dams em “outra categoria”

Bruno Senna ficou bem mais contente com o carro da Mahindra na primeira etapa da segunda temporada da F-E do que em todo o ano passado. O problema é que a e.dams e a Renault acertaram em cheio

Embora tenha ficado fora da zona de pontuação no eP de Pequim, Bruno Senna teve motivos para ficar contente com o desempenho da Mahindra na abertura da segunda temporada da F-E. Para este segundo ano, o time parece ter conseguido desenvolver um trem de força mais competitivo, além de contar com o suporte da equipe Campos, o que deve permitir brigas mais frequentes nas primeiras posições para o brasileiro.

Na corrida deste sábado (24), Senna andou no pelotão da frente na primeira parte da prova antes de deixar o top-10 em meio à rodada de pit-stops. Um erro de procedimento na troca de carro custou caro a ele, que também conviveu com problemas de rádio ao longo da disputa.

Bruno Senna terminou em 13º no eP de Pequim (Foto: Divulgação/MF2)

De qualquer forma, ele viu Nick Heidfeld, seu novo companheiro de equipe, terminar na terceira colocação.

"Foi um começo complicado, mas o importante é que o potencial está lá. Meu carro nunca teve um balanço tão bom quanto neste fim de semana. O terceiro lugar do Nick também é uma amostra de que deveremos brigar pelos pontos ao longo do campeonato", disse Bruno. 


Os pontos negativos, além do atraso nos boxes, foram os problemas técnicos e, especialmente, a larga vantagem que a e.dams demonstrou ter. Sébastien Buemi venceu com 11s de vantagem para Lucas Di Grassi após ter feito a pole e a volta mais rápida.

"Tivemos de substituir três baterias dos quatro carros. A carga de trabalho foi pesada e isso teve alguma infuência", afirmou. "Mas eles estão em outra categoria, tanto em eficiência como em ritmo de volta. O Buemi passeou e o Nico Prost, mesmo com a asa traseira toda torta, andava grudado no Di Grassi", acrescentou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube