Venturi perde paciência com falta de resultados na F-E e demite chefe antes do eP de Putrajaya

Nicolas Mauduit trabalhava com a Venturi mesmo antes da F-E, participou da construção do time e desenvolvimento do trem de força, mas não sobreviveu a mais uma corrida decepcionante. Ele foi demitido após o eP de Pequim

O chefe da Venturi, Nicolas Mauduit, sobreviveu a uma primeira temporada decepcionante, mas não ao eP de Pequim problemático. A equipe monegasca dispensou Mauduit antes da corrida deste sábado em Putrajaya.
 
Embora a equipe apenas tenha divulgado nesta sexta-feira (6), acredita-se que a demissão aconteceu logo após Pequim. A prova foi ruim para a equipe, com Stéphane Sarrazin terminando apenas em décimo e Jacques Villeneuve, acertado por António Félix da Costa entre outros problemas, 14º.
Nicolas Mauduit, o mais alto da foto, está fora da equipe (Foto: Venturi)
2014/15 até começou bem para a Venturi, que passou realmente perto de vencer a primeira prova da história – venceria, não fosse Nicolas Prost atropelando Nick Heidfeld a duas curvas do final.
 
Ao fim do ano, Heidfeld se foi da Venturi – ao passo que a equipe foi atrás de Villeneuve. O time, que tem Gildo Pastor e o ator Leonardo DiCaprio como donos, resolveu ficar com Mauduit capitaneando a esquadra à frente do desenvolvimento do trem de força para a segunda temporada. Só que a paciência acabou rapidamente.
 
Segundo o time, Franck Baldet – engenheiro de desenvolvimento e que já trabalhou para a Ferrari na F1 – é quem está "liderando o time no final de semana". A equipe ainda não revelou oficialmente, no entanto, os planos para substituir o demitido. O próprio Pastor, recuperado de um derrame, tem aumentado sua participação na equipe para além de ser apenas o dono.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha o eP de Putrajaya em detalhes.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube