Vídeo: Lugano projeta circuito de rua para F-E e pode receber primeira corrida de monopostos na Suíça desde 1954

A alta cúpula da equipe de Jarno Trulli está por trás das tentativas de tentar levar a F-E para a cidade de Lugano, num eP suíço que parece inevitável de acontecer mais cedo do que tarde

Durante mais 60 anos, pistas de corrida na Suíça foram meros sonhos. Mas depois de a abertura legal da possibilidade dos carros da F-E passarem por algum lugar das ruas do país, agora a pista que vai receber a categoria dos bólidos elétricos está próxima de se tornar realidade.
 
A cidade de Lugano, ao sul da Suíça e próxima da fronteira com a Itália, é a favorita para sediar a primeira corrida de monoposto no país desde o GP da Suíça de 1954, em Bremgartem.
 
É Jarno Trulli, piloto e dono de equipe da F-E – assim como o diretor-executivo da Trulli, Francesco Guarnieri – é morador de Lugano e um dos principais responsáveis no meio de campo entre categoria, federação e cidade. 
 

determinarTipoPlayer(“15571126”, “2”, “0”);

Existem, inclusive, boatos de que o prefeito de Lugano, Marco Borradori, já assinou contrato para incluir a cidade no calendário da categoria em algum momento futuro – caso os custos sejam cobertos independentemente.

 
A descrição do vídeo sugere a data de 7 de maio de 2016 como data para uma eventual corrida, muito embora o calendário provisório já tenha sido divulgado. No entanto, na temporada anterior, o eP de Moscou também foi colocado no campeonato quando a competição já estava em andamento. 
 
Nos testes de pré-temporada desta semana, em Donington Park, o suíço Sébastien Buemi foi o mais rápido, com direito a marcação da volta mais rápido de um carro elétrico no circuito.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube