Academia Shell Racing passa perto de vitórias na Porsche Carrera Cup, mas Kaesemodel e Di Mauro abandonam no fim

Lico Kaesemodel e Gaetano di Mauro tiveram boas chances de vitória na abertura da temporada 2018 da Porsche Carrera Cup em Curitiba, mas erros custaram caro para os dois da Academia Shell Racing

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A abertura da Porsche Carrera Cup em Curitiba foi bastante complicada para os pilotos da Academia Shell Racing. Neste sábado (24), Lico Kaesemodel e Gaetano di Mauro passaram perto das vitórias nas classes 4.0 e 3.8, mas erros atrapalharam os resultados de ambos.

 
Pole na categoria 4.0, Lico vinha muito bem na primeira corrida. Mesmo depois de perder a liderança da prova, seguia próximo dos ponteiros. Foi quando na tentativa de uma ultrapassagem no líder Werner Neugebauer, os carros dos dois pilotos se enroscaram e ambos saíram da pista. O paranaense até tentou voltar para a disputa, mas não conseguiu.
 
A prova inicial também não terminou da maneira esperada para Gaetano na 3.8. Após largar na segunda posição, o jovem vinha em desempenho constante e chegou a assumir o primeiro lugar. No entanto, quando estava sozinho, cometeu um erro, saiu da pista e precisou abandonar.
Lico Kaesemodel teve problemas em Curitiba (Foto: Luca Bassani)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A segunda prova também foi difícil para a dupla. Largando do sexto lugar, Lico adotou uma tática mais conservadora, mas sem deixar de pressionar os adversários. Tanto que logo começou a escalar o pelotão em busca dos primeiros lugares. Quando já vinha em terceiro, se equivocou no fim da reta e viu seu carro rodar. Se não bastasse, ainda foi atingido por JP Mauro, o que acabou com as chances de terminar a disputa.

 
“Ainda bem que existem os descartes. Tivemos problemas nas duas corridas. Na primeira, a gente conversou com os comissários, foi um lance de corrida com o Werner Neugebauer, os dois carros engancharam. Na segunda bateria, eu vinha buscando, fui ultrapassado, não queria me envolver em acidentes. Dei uma errada no fim da reta, entrei com muita velocidade no fim da curva e rodei. Na volta, o JP Mauro me acertou. Uma pena. Ainda bem que temos os descartes. Vamos ver se essa zica sai”, afirmou o paranaense.
Gaetano di Mauro bateu na trave na corrida 1 em Curitiba (Foto: Luca Bassani)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Gaetano também precisou fazer uma prova de recuperação. Saindo em 13º, foi para cima dos demais competidores desde o inicio. No meio da prova, ficou travado no pelotão intermediário, o que dificultou sua prova. Mesmo assim, ainda salvou a sétima colocação.

 
“O fim de semana começou bem, fomos bem nos treinos, tínhamos volta para a pole na classificação. Na primeira prova, infelizmente, cometi um erro, o que me custou a vitória. Na segunda corrida, sabíamos que seria difícil, largar atrás é complicado, são poucas voltas para poder atacar. O grupo ficou embolado, mas deu para salvar alguns pontos. Foi o melhor que poderíamos conquistar. Vamos para a próxima”, disse o paulista.
 
”RECOMEÇA A BRIGA”

MERCEDES COMEÇA TEMPORADA AINDA À FRENTE DA FERRARI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube