2º colocado no Texas, Hunter-Reay crê que luta pelo título seguirá até última prova: "Espero ser um deles"

Piloto da Andretti, que ocupa a terceira posição na tabela de classificação, reclamou do desgaste dos pneus e descreveu a corrida no Texas Motor Speedway, palco da oitava etapa da temporada 2013, como "uma batalha, como se você corresse contra você mesmo"


Ryan Hunter-Reay não está tendo, até aqui, um 2013 dos sonhos. Passadas oito provas da atual temporada, o campeão de 2012 ocupa a terceira posição no campeonato, com 232 pontos – 27 a menos que o líder Helio Castroneves.
 
Embora tenha vencido no Alabama, o piloto da Andretti bateu na trave em Indianápolis, na corrida 1 em Detroit e também no Texas, no último sábado (8), quando ficou com a segunda posição final.
 
No entanto, a regularidade de Ryan é um ponto a favor em uma temporada tão equilibrada quanto a deste ano – o único piloto a ter duas vitórias em 2013 é James Hinchcliffe, apenas nono na classificação.
Ryan Hunter-Reay (direita) é o terceiro colocado no campeonato (Foto: John Cote/IndyCar)

Hunter-Reay revelou que a etapa do Texas foi um verdadeiro desafio. "Cara, isso foi interessante. Foi uma batalha, como se você corresse contra você mesmo, apenas para conservar os pneus e se manter longe do muro. Foi uma corrida muito difícil", explicou.

 
O extremo equilíbrio visto no atual campeonato também faz com que o norte-americano preveja a disputa pelo título aberta até a última prova, a exemplo do que tem ocorrido nos últimos anos.
 
"Acho que a disputa pelo título vai ficar até o fim, para a última corrida, como sempre. Provavelmente, haverá três pilotos este ano novamente na disputa, e eu espero ser um deles", completou.

A próxima etapa de 2013 será no oval de Milwaukee, no próximo dia 15.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube