Palou perde seis posições no grid do GP de Detroit 1 por troca de motor na Indy 500

Álex Palou tomou uma punição pouquíssimo comum na Indy por troca de motor antes das 500 Milhas de Indianápolis e, assim, vai iniciar o GP de Detroit 1 seis posições atrás de onde se classificar

Álex Palou perdeu seis posições no grid de largada do GP de Detroit 1 deste fim de semana. O líder do campeonato foi punido pela troca de motor realizada logo depois do Carb Day, usando uma nova unidade de potência nas 500 Milhas de Indianápolis.

A perda de posições no grid não é nada comum na Indy, mas Palou acabou sendo a primeira vítima de uma novidade que já estava no regulamento desde o ano passado. É que o piloto da Ganassi precisou trocar o motor antes que a peça chegasse a 2500 milhas completadas e depois que os motores da Indy 500 já tinham sido selados pela categoria, acarretando a punição.

A nova regra indica que o piloto que trocar o motor antes da distância mínima perde seis posições nos grids de mistos e ruas e nove em ovais. A Honda, aliás, não soube especificar o motivo da troca de unidade de potência de Palou.

Álex Palou perdeu seis posições antes mesmo do GP de Detroit 1 começar (Foto: IndyCar)

Isso tudo torna ainda mais difícil a missão do líder do campeonato no fim de semana. O piloto da Ganassi vai fazer sua estreia em Detroit e, por causa dos cancelamentos da pandemia, disputar apenas a terceira prova de rua na carreira na Indy.

Palou lidera o campeonato com 248 pontos, 36 a mais que Scott Dixon e 37 na frente de Pato O’Ward. Simon Pagenaud, Rinus VeeKay e Josef Newgarden aparecem na sequência.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar