Palou vence confuso Desafio do US$ 1 Milhão da Indy. Pietro Fittipaldi é desclassificado

Em formato confuso, Álex Palou dominou as 20 voltas da corrida principal no Thermal Club e saiu com o prêmio de US$ 500 mil. Pietro Fittipaldi tentou estratégia diferente e acabou desclassificado

Atual campeão da Indy, Álex Palou é o grande vencedor do confuso Desafio do US$ 1 Milhão, realizado neste domingo (24), no Thermal Club, na Califórnia. O espanhol da Ganassi largou da pole-position e não foi incomodado nas 20 voltas da disputa principal no evento que não vale pontos para o campeonato. De quebra, o dono do carro #10 levou US$ 500 mil (cerca de R$ 2,5 milhões na cotação atual) para casa.

A prova principal ficou marcada pela morosidade nas primeiras 10 voltas, com muitos pilotos optando por economia de equipamento e sem se arriscar. O principal destaque foi Colton Herta, da Andretti, que claramente andou em ritmo abaixo para poupar pneus. A estratégia funcionou ao americano, que se recuperou até o quarto lugar e faturou US$ 100 mil (cerca de R$ 502 mil reais).

Relacionadas


A segunda posição da corrida ficou com o neozelandês Scott McLaughlin, da Penske, que saiu com US$ 350 mil (cerca de R$ 1,7 milhão) após uma performance tranquila, onde superou Felix Rosenqvist, da Meyer Shank, logo na largada e passou tranquilo até a bandeira quadriculada. O sueco, que venceu a primeira bateria, saiu com o terceiro lugar, embolsando US$ 250 mil (cerca de R$ 1,2 milhão).

Apesar de avançar para a corrida principal, o brasileiro Pietro Fittipaldi acabou desclassificado. O piloto da RLL andava pelo oitavo lugar quando começou a despencar no pelotão com problemas de combustível, praticamente se arrastando até o intervalo de 10 minutos. Quando chegou aos boxes, recebeu a bandeira preta por não ter começado a corrida com combustível suficiente.

Pietro Fittipaldi (Foto: IndyCar)

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

O neozelandês Marcus Armstrong ficou no quinto lugar com a Ganassi e levou US$ 80 mil (aproximadamente R$ 400 mil). O companheiro de equipe Linus Lundqvist foi o melhor novato do evento com o sexto posto, levando a premiação padrão de US$ 23 mil (R$ 115 mil). Alexander Rossi, Josef Newgarden, Christian Lundgaard e Agustin Canapino finalizaram o top-10.

A Indy só retorna daqui quatro semanas com o GP de Long Beach, agora valendo pontos para o campeonato, no dia 21 de abril, que acontece no circuito de rua montado na Califórnia, com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

Saiba como foi a corrida principal do Desafio do US$ 1 Milhão da Indy:

A largada da corrida aconteceu às 14h50 (de Brasília, GMT-3). Palou largou na pole-position e pulou muito bem. McLaughlin colocou por fora e Rosenqvist e assumiu o segundo posto. Armstrong vinha em quarto, mas sob forte pressão de Newgarden. Colton Herta teve problema de ritmo e ficou muito atrás do pelotão. Pietro Fittipaldi ocupava o oitavo lugar após a primeira volta.

Após as primeiras voltas, foi revelado que o ritmo ruim de Herta era uma estratégia de economia de pneus para ir com tudo nos 10 giros finais. Com todos poupando, a única grande mudança na metade inicial acabou sendo a queda de Pietro ao nono lugar, superado por Christian Lundgaard. O brasileiro também perdeu posições para Alexander Rossi e Agustín Canapino.

Aparentemente com problemas de combustível, Fittipaldi caiu para último. Conseguiu superar o companheiro Graham Rahal, que sofria com acelerador travado e acabou perdendo volta para Álex. Ao fim das primeiras 10 voltas, quando aconteceu a pausa de 10 minutos, a ordem dos carros tinha Palou, McLaughlin, Rosenqvist, Armstrong, Newgarden, Lundqvist, Lundgaard, Rossi, Canapino, Herta, Fittipaldi e Rahal.

Durante a bandeira vermelha, Pietro Fittipaldi acabou desclassificado por não ter combustível suficiente para fazer as primeiras 10 voltas da corrida. Rahal também não voltou para a prova com o problema no acelerador. E os problemas da RLL seguiram, com Lundgaard precisando largar as 10 voltas finais do último lugar após uma alteração no carro durante o intervalo.

A bandeira verde foi dada com Álex Palou na frente. Rossi e Newgarden se tocaram no fundo do pelotão. Alex seguiu ganhando posições, ultrapassando também Lundqvist e surgindo no sexto posto. Armstrong começou a perder ritmo e viu Rosenqvist de distanciar, além de lidar com a pressão de Rossi e Newgarden.

Alexander tentou ultrapassar Josef, mas o piloto da Penske fechou a porta, e ambos perderam colocações para Lundqvist e Herta. Newgarden acabou não segurando e viu o piloto da McLaren passar. Com pneus melhores, Herta superou Lundqvist, assumindo o quinto posto.

Na metade final, Palou tinha 4s de vantagem para McLaughlin, que também mantinha distância confortável para Rosenqvist. Armstrong e Herta protagonizavam a principal briga, que era pelo quarto lugar. O americano eventualmente conseguiu a ultrapassagem, já com três voltas para o fim.

INDY 2024, DESAFIO DO US$ 1 MILHÃO, CORRIDA PRINCIPAL:

1ÁLEX PALOUGanassi Honda39:30.22920voltas
2SCOTT MCLAUGHLINPenske Chevrolet+5.792 
3FELIX ROSENQVISTMeyer Shank Honda+9.758 
4COLTON HERTAAndretti Honda+13.112 
5MARCUS ARMSTRONGGanassi Honda+15.093 
6LINUS LUNDQVISTGanassi Honda+16.106 
7ALEXANDER ROSSIMcLaren Chevrolet+16.539 
8JOSEF NEWGARDENPenske Chevrolet+17.667 
9CHRISTIAN LUNDGAARDRLL Honda+19.707 
10AGUSTÍN CANAPINOJuncos Chevrolet+20.410 
11GRAHAM RAHALRLL Honda+11 voltas 
12PIETRO FITTIPALDIRLL HondaDSQ 
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.