Indy

Andretti renova com Rossi por três temporadas e mantém vínculo com Honda

Nome mais desejado no mercado da Indy, Alexander Rossi assinou um novo vínculo com a Andretti, válido por três temporadas. Equipe também manterá a Honda como fornecedora de motores após cogitar Chevrolet

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
O mistério do futuro de Alexander Rossi foi encerrado neste sábado. O piloto, que tinha contrato com a Andretti até o fim deste ano, renovou o vínculo por mais três temporadas, frustrando o interesse da Penske.

Junto da renovação de Rossi, também veio a extensão do vínculo com a Honda, que teve parte importante nas negociações. A montadora japonesa queria uma renovação de quatro anos com o piloto para o desenvolvimento do novo motor da Indy, que será introduzido em 2021 e promete aumentar a potência para 900 cavalos. No fim, Rossi assinou vínculo de três anos e com a opção de renovação para o quarto, significando que o dono do carro #27 pode ficar no time até 2024.
 
"Me sinto bem em continuar com a Andretti. Nos últimos quatro anos, construímos um time forte com uma bela química, e acredito que temos as ferramentas necessárias para vencer corridas e campeonatos. Estou ansioso para chamar este time de minha casa na Indy. Michael Andretti, J-F Thormann, Doug Bresnahan e todo o time trabalharam fortes para juntar todas as peças deste acordo, e é um alívio ter nosso futuro garantido e poder focar no campeonato", declarou Rossi após a renovação.
Alexander Rossi (Foto: Indycar)
Ex-Fórmula 1, Rossi assinou com a Andretti em 2016 e chamou atenção ao vencer a Indy 500 em seu ano de estreia. Foi vice-campeão da categoria em 2018 e briga pelo título em 2019, 29 pontos atrás do líder Josef Newgarden. Ele soma sete vitórias na carreira.

A renovação da Andretti com a Honda estraga uma possível parceria com a McLaren, que tem interesse em entrar no grid da Indy em 2020. O time inglês tem uma relação desgastada com os japoneses por conta dos anos de Fórmula 1. A Chevrolet, outra montadora presente, chegou a ser cogitada pelo time, mas Michael Andretti reafirmou o vínculo por conta do sucesso recente.

"Temos uma longa relação de sucesso com a Honda e estamos felizes em continuar a construir juntos. Todas as nossas vitórias na Indy 500 vieram com motor Honda, e estou ansioso para trabalhar com o time de desenvolvimento para adicionar mais triunfos na conta", contou o chefe de equipe e CEO.

Paddockast #26
Acidentes que alteraram carreiras


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.