Carlin culpa “razões financeiras” e confirma apenas um carro no Texas

A Carlin terá apenas um carro na pista, o #59, com Conor Daly. A expectativa de fechar com algum nome para o #31 foi adiada para depois do Texas

A Carlin confirmou, na tarde desta terça-feira (2), que não terá um segundo carro na pista para o GP do Texas, que abre a temporada 2020 da Indy no próximo fim de semana. A equipe esperava fechar com um piloto para fazer o campeonato completo no carro #31, mas não fechou com ninguém por enquanto. De acordo com a equipe, dificuldades causadas pela situação econômica.

A equipe inglesa terá apenas o bólido #59 na pista e nas mãos de Conor Daly. Ao longo da temporada, o #59 será dividido entre Daly e Max Chilton, ao passo que a busca era alguém fixo na outra vaga.

Felipe Nasr e Sérgio Sette Câmara chegaram a testar pela Carlin durante as sessões coletivas de pré-temporada, lá em fevereiro, mas não fecharam na época ou depois. Nasr voltou aos Estados Unidos na última semana antes que entrasse em vigor a regras que impede pessoas que estiveram no Brasil recentemente de ingressar no país. O Brasil é, neste momento, o grande centro da pandemia do novo coronavírus na América do Sul e já superou 30 mil mortes. Sette Câmara está no Japão onde ainda pretende disputar a temporada da Super Formula.

“Por conta do impacto econômico da atual pandemia da Covid-19 na Europa, o carro #31 não participará da abertura da temporada, no Texas, diferente do que era planejado. Continuaremos trabalhando com nossos parceiros na Europa e com a meta de colocar dois carros na pista no restante de 2020”, afirmou a equipe em comunicado.

“Conor Daly representará a Carlin neste fim de semana no #59, no GP do Texas, conforme planejado”, finalizou.

A temporada da Indy começa após atraso de três meses.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube