Castroneves revela que pediu autorização à família de Moore para substituí-lo na Penske

Para assumir sem nenhum peso na consciência o posto de Greg Moore na Penske em 2000, Helio Castroneves conversou com a mãe do piloto canadense: “Ela me deu uma bênção”

A edição 38 da REVISTA WARM UP com a matéria sobre Greg Moore
Siga a REVISTA WARM UP

Com a Indy — outrora Cart — de luto pela morte de Greg Moore, no fim de 1999, Helio Castroneves foi procurado por Roger Penske. O ‘Capitão’ procurava por um piloto para ocupar o lugar que seria de Moore em 2000, mas que nunca pertenceu ao canadense, que perdeu a vida de forma trágica na última etapa daquela temporada, no superspeedway de Fontana, na Califórnia.


O brasileiro aceitou o convite para correr ao lado de Gil de Ferran na escuderia mais vitoriosa no automobilismo norte-americano. Desde então, já se vão 14 temporadas defendendo a mais lendária e tradicional equipe da Indy. Porém, a consciência de Helio só ficou totalmente tranquila para ocupar o lugar que seria de Moore após uma conversa com a família do canadense.
Helio Castroneves revelou que recebeu bênção da família de Moore para assumir seu lugar na Penske (Foto: Chris Owens/IndyCar)

“Eu fiquei um pouco constrangido, inclusive, não queria ser visto como uma pessoa querendo tirar proveito de certas situações, ainda mais que a minha família é muito católica. Nem sabia como lidar com essa situação”, conta Castroneves à WARM UP.

“Falei com a mãe dele quando a gente correu em Toronto e ela disse para eu ficar tranquilo, que não tinha explicação. Ela me deu uma benção”, revela o brasileiro.

Hoje, 14 anos após a morte de Moore, suas lembranças continuam vivas entre os fãs e a nova geração de pilotos canadenses. James Hinchcliffe é o maior exemplo disso: ele venceu duas vezes na temporada 2013 da categoria e, em ambas as ocasiões, mencionou o ídolo. Ele, aliás, passou por uma situação bem semelhante à de Castroneves ao assinar com a Andretti para substituir Dan Wheldon em 2012.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube