Lundgaard prevê chegada de mais europeus “pré-F1” em Indy de “automobilismo puro”

Christian Lundgaard chega à Indy de maneira definitiva em 2022, deixando de lado o sonho da Fórmula 1. O dinamarquês de apenas 20 anos espera cada vez mais movimentos assim nos próximos anos

Christian Lundgaard parece ter definitivamente mudado o rumo da carreira. Depois de fazer uma aparição na Indy em 2021, o dinamarquês fechou acordo com a Rahal Letterman Lanigan para correr em tempo integral na próxima temporada, deixando de vez o grid da Fórmula 2, um movimento que ele espera ver com mais frequência no esporte a motor.

Além de Lundgaard, outro ex-F2 que vai correr na Indy em tempo integral em 2022 é Callum Ilott, pela equipe Juncos. A experiência adquirida em Indianápolis conquistou o jovem piloto de apenas 20 anos, integrante da Academia da Alpine.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
Na Garagem: Em Suzuka, Senna chega ao tri e fatura último título do Brasil na Fórmula 1

Christian Lundgaard impressionou em Indianápolis (Foto: Indycar)

“Estou certo de que mais pilotos europeus vão chegar aqui pré-F1. Atualmente, vemos vários ex-F1 chegando, mas eu acredito que é algo que você pode escolher antes”, disse Lundgaard.

“Para mim, a categoria é ótima. Olhando para mim e Callum, competimos juntos na F2 e nos conhecemos, e isso aqui é corrida de verdade. Eu gosto de acelerar aqui, é o que me atrai, então definitivamente estou confiante para o próximo ano”, completou.

Lundgarrd fez apenas uma corrida na Indy em 2021, na segunda edição do GP de Indianápolis. O dinamarquês de 20 anos andou bem na classificação e fez o quarto melhor tempo do grid. Na corrida, até chegou a liderar por duas voltas, mas caiu e terminou apenas em 12º.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar