Daly abandona planos de correr na Europa e se volta para “cada vez mais forte” Indy: “É onde preciso estar”

O jovem Conor Daly fechou contrato com a Dale Coyne para a temporada 2016 da Indy e, depois de andar nas categorias de base da F1, decidiu que era hora de resolver a carreira. O piloto escolheu a série americana para seguir a trajetória nos EUA

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Conor Daly começou seus anos no automobilismo de base nos EUA e logo tentou uma chance na Europa, primeiro por meio da GP3, logo após o título conquistado na Star Mazda em 2010. Depois de disso, o jovem norte-americano foi conduzindo sua trajetória no esporte a motor lá e cá, em um movimento pouco usual. Ou seja, correu na Indy Lights, mas também esteve em provas da F3, da GP3 e da GP2 a partir de 2011. O desejo inicial era o de tentar a F1, mas a Indy apareceu mais cedo e rapidamente se mostrou um caminho mais seguro. Por isso, parece ser agora também o rumo que Daly quer dar à carreira.

 
Depois de experiências nos campeonatos de monopostos mais próximos da F1 e também de participações em provas do endurance norte-americano, o piloto de 24 anos ganhou uma chance real de disputar uma temporada completa da Indy. E a oportunidade foi dada pela Dale Coyne neste ano.
 
"Sim, eu me sinto bem na equipe, é uma grande chance e quero aproveitar ao máximo", disse ao GRANDE PRÊMIO em Indianápolis. No atual campeonato, o jovem ocupa a 13ª colocação na tabela de classificação, com 88 pontos. E o melhor resultado até aqui foi o sexto lugar na prova no misto em Indy, há duas semanas.
Conor Daly não quer saber mais da Europa (Foto: IndyCar)
"Eu estou realmente feliz aqui. É exatamente o que eu queria e agora é trabalhar duro para melhorar o carro", completou.
 
Questionado se existe alguma chance de voltar a competir na Europa, Daly foi categórico e descartou a possibilidade. "Hoje não tenho mais nenhuma intenção de voltar para a Europa e tentar algo por lá", afirmou o piloto. "Eu decidi focar totalmente a minha carreira nos EUA. É aqui que as coisas estão acontecendo para mim."
 
Para Conor, a Indy "é o lugar para se estar agora". "É aqui que quero ficar. Eu quero ter uma carreira longa e não há lugar melhor do que a Indy para isso. Eu me encontrei aqui e estou realmente muito contente com a equipe e com o que temos conseguindo", acrescentou.
 
Apesar de já ter andando na Indy antes, o dono do carro #18 ressaltou que agora ainda é um ano de aprendizagem de verdade, porque vem andando em todas as pistas. "Estou aprendendo, mas creio que estamos indo na direção correta", falou.
 
Por último, Daly afirmou ainda que a categoria norte-americana vem se tornando um campeonato mais forte e que a edição 100 da Indy 500 pode ajudar a recolocar a série em uma posição de destaque no esporte a motor nos EUA.
 
"Também acho que a Indy está se tornando cada vez mais forte, e isso é muito importante para todos aqui. Acredito também que, depois dessa corrida — em que venderam todos os ingressos — a imagem da Indy vai melhorar ainda mais. A categoria tende a crescer com tudo isso", encerrou o piloto, que larga em 24º na Indy 500 deste domingo.
PADDOCK GP #30 DEBATE INDY, F-E E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube