Eliminado no Bump Day, Hinchcliffe encerra busca por vaga e confirma ausência nas 500 Milhas de Indianápolis

James Hinchcliffe, que não conseguiu classificar o #5 no treino classificatório, vai realmente ser ausência na Indy 500. O canadense, ao lado da Schmidt Peterson, ainda negociava para ficar com o carro de outro piloto, mas não teve sucesso

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

James Hinchcliffe realmente vai perder as 500 Milhas de Indianápolis, marcadas para este fim de semana. O canadense, vítima do Bump Day e fora do grupo de 33 pilotos mais rápidos no oval de Indiana, comunicou nesta quarta-feira (23) através das redes sociais que não teve sucesso na busca por vaga em outro carro. Desse jeito, a ausência indicada pela tabela de tempos se concretiza oficialmente.
 
O canadense acredita que só uma reviravolta imprevisível pode mudar tal situação. Além disso, indicou que a equipe Schmidt Peterson realmente buscou formas de alocar James em outro carro, mas sem sucesso.
 
"Salvo circunstâncias imprevistas, não vou correr na Indy 500 deste ano”, disse Hinchcliffe. “A decisão foi tomada para que a gente pare de buscar opções para estar na corrida. Realmente não há palavras para descrever a ausência desta corrida. No fim das contas, simplesmente não fizemos um bom trabalho. Sem desculpas”, seguiu.
James Hinchcliffe vai perder a Indy 500 de 2018 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Esta é a nossa realidade e queremos isso de frente, queremos usá-la como motivação e queremos voltar mais fortes. Temos uma ótima equipe, parceiros incríveis e os melhores fãs, todos que apoiaram isso”, continuou.
 
A possibilidade de ter Hinchcliffe existiu por causa do sistema de classificação da Indy 500 – é o carro que garante vaga no grid, não o piloto. De tal forma, a Schmidt Peterson poderia negociar com outras equipes para tirar um piloto da corrida centenária e realocar James. Existia também a possibilidade de colocar canadense no terceiro da própria SPM, de Jay Howard, mas que não se concretizou.
 
Dessa forma, o próximo compromisso de Hinchcliffe na temporada da Indy é o GP de Detroit, marcado para 2 de junho.
 
“Sinto porque não estarmos na pista por vocês no sábado, mas vamos nos esforçar muito para as vitórias em Detroit. Desejo a todos os 33 pilotos uma corrida rápida e segura. Vou assistir e torcer por meus companheiros de equipe na SPM. Vejo vocês em Detroit”, encerrou.
 
As 500 Milhas de Indianápolis deste fim de semana tem Ed Carpenter na pole-position. Helio Castroneves, oitavo no Fast Nine, é o brasileiro melhor posicionado no grid de largada.
 
TEM LENHA PRA QUEIMAR

CASTRONEVES SENTE FALTA DA INDY E MERECE ESTAR NO GRID

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;

top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube