Em readaptação, Alonso celebra primeiro dia “livre de problemas” em Indianápolis

Fernando Alonso abriu bem as atividades nas 500 Milhas de Indianápolis e andou em quinto. O espanhol falou do processo de voltar a se acostumar com o IMS

Fernando Alonso iniciou sua terceira tentativa em Indianápolis nesta quarta-feira (12). E o espanhol andou muito bem. Apesar da McLaren não ter tido grande destaque, Fernando se colocou em quinto, virando 40s315, pouco mais de 0s2 atrás do líder do dia, James Hinchcliffe. Para Alonso, porém, mais do que o tempo, o importante foi ter um dia sem nenhum problema mais sério.

O piloto espanhol, que abandonou a Indy 500 em 2017 com uma quebra de motor e nem conseguiu se classificar em 2019, valorizou os objetivos concluídos no TL1 e explicou que precisa de mais algum tempo andando em simulação de corrida nos treinos.

FERNANDO ALONSO; INDY; INDY 500; MCLAREN
Fernando Alonso começou em quinto na Indy 500 2020 (Foto: IndyCar)

“Foi um bom dia. Tivemos o primeiro dia que queríamos, um dia tranquilo e livre de problemas. Pela manhã, tudo certo no programa de orientação, enquanto de tarde nós fizemos um período mais curto de trabalho no carro. Perdemos um tempo que seria bom de andar no tráfego, mas nada que não possa ser feito nos próximos dias”, disse.

Alonso falou em retomar o ritmo da Indy 500 e dos ovais após tanto tempo afastado e celebrou que a McLaren, em 2020, já é uma equipe bem mais pronta e vem andando bem com Pato O’Ward e Oliver Askew na temporada.

“Estamos indo passo a passo, melhorando o carro a cada entrada na pista. Estamos trabalhando no acerto e, no meu caso, me readaptando à velocidade, a equipe já está mais pronta para isso. Vamos crescer juntos e pegamos boa quilometragem no TL1. Estamos entendendo bem o carro”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube