Equipe médica da Indy volta atrás, descarta concussão de Power em acidente e libera retorno em Phoenix

Depois de afastar Will Power por tempo indeterminado por causa de uma concussão, a Indy precisou voltar atrás. Novos exames concluíram que o piloto da Penske não apresenta traumas na cabeça, o que permite seu retorno ao carro já em Phoenix

Primeiro a Indy cravou que Will Power tinha uma concussão, e agora resolveu voltar atrás. Através de comunicado divulgado nesta quarta-feira (16), a categoria descartou tal lesão por causa da ausência de uma “evidência definitiva” nos exames realizados em Miami. Com isso, a categoria voltou a liberar a participação do piloto da Penske no campeonato de 2016.
 
Concussão descartada, o que fez Power se sentir tão indisposto após o treino classificatório? Agora a equipe médica suspeita que a causa seja uma infecção no ouvido, que já vinha sendo tratada pelo piloto desde a pré-temporada.
Will Power bateu no TL1 em São Petersburgo (Foto: IndyCar)
“Os doutores da Universidade de Miami concluíram que os sintomas de Power não foram resultado de uma concussão, podendo ser relacionados a uma infecção no ouvido que estava sendo tratada. Não existe evidência de uma concussão no acidente de sexta-feira, o que está de acordo com o acelerômetro auditivo e com a avaliação conduzida após a batida”, explicou Terry Trammell, consultor de segurança da Indy.
 
“Na Universidade de Miami eles conduziram o equivalente a uma semana de testes em apenas um dia, Will foi visto por vários médicos. Os doutores concluíram, definitivamente, que Will não apresenta traumas recentes na cabeça”, seguiu Trammell.
 
Antes, quando se acreditava que Will apresentava um quadro de concussão, o piloto foi imediatamente afastado da Indy até se recuperar plenamente. O protocolo da categoria não permite a pilotagem em tais condições. Agora, Power já está confirmado na etapa de Phoenix, segunda da temporada 2016.

O australiano já confirmou que retomará as atividades de pista na próxima terça-feira.

 
VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1, MOTOGP, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube