Rosenqvist celebra pole no Texas e brinca: “Foi difícil esperar tanto tempo”

Felix Rosenqvist foi um dos primeiros a fazer sua volta na classificação para o GP do Texas, e brincou com o suspense e a demora para confirmar a pole-position

HERTA VIRA PILOTO DE TESTES DA MCLAREN. FÓRMULA 1 ESTÁ PERTO?

Felix Rosenqvist, da McLaren, surpreendeu e conquistou a pole-position para o GP do Texas , em sessão realizada neste sábado (19). O sueco anotou o tempo de 46s890 no combinado de duas voltas no oval, e largará à frente de Scott McLaughlin, da Penske, e Takuma Sato, da Dale Coyne.

Por entrar para a prova como 17º colocado no campeonato, Rosenqvist foi o oitavo a marcar tempo na sessão da tarde deste sábado, e brincou com a espera para confirmar a pole-position, a primeira desde o GP de Indianápolis de 2019.

“Fazer a volta tão cedo acaba com você. Tinham muitos caras próximos, alguns por milésimos. Só tenho a agradecer à minha equipe, Arrow McLaren, à Chevy, o carro estava ótimo. Sabia que a volta tinha sido o melhor possível, e foi muito difícil esperar tanto tempo para conquistar a pole”, disse o sueco após a classificação.

Felix também lembrou dos resultados ruins nos últimos tempos na Indy. Em 2021, o piloto da McLaren terminou apenas na 21ª posição geral, enquanto Pato O’Ward, seu companheiro de equipe, foi o terceiro. Na atual temporada, o sueco começou com um decepcionante 17º lugar em St. Pete.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Rosenqvist comemora pole para o GP do Texas com a equipe (Foto: McLaren)

“Isso é enorme para a equipe, para mim é ajuda muito a elevar minha confiança. É uma volta por cima depois de tempos difíceis, e estou feliz por todo mundo da equipe por conseguir esse resultado, é ótimo. Agora mudamos o foco para a corrida e vamos ver o que podemos fazer”, ressaltou Rosenqvist.

LEIA MAIS: Indy confirma sessão extra de treinos no oval do Texas para melhorar aderência

O sueco também recordou bons momentos seus no Texas, como a prova de 2020, em que estava na segunda colocação até bater no final da prova, e disse que esta é uma pista em que está acostumado a andar na frente.

“Estivemos na frente aqui várias vezes, brigando por vitórias, e por alguma razão ainda não aconteceu. Sinto que desta vez temos uma chance melhor, é ter uma largada boa e limpa e acho que temos todos os motivos para ter um ótimo resultado. Só precisamos executar, nos pit-stops, relargadas e vamos levar uma volta de cada vez”, explicou Rosenqvist.

O GP do Texas, segunda corrida da temporada de 2022 da Indy, acontece neste domingo (20) às 13h30 (de Brasília). A prova tem cobertura completa do GRANDE PRÊMIO, e será transmitida por ESPN e TV Cultura.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar