Indy desfaz suspense e confirma estreia de motores híbridos no GP de Mid-Ohio

A Indy finalmente oficializou a estreia das novas unidades de potência para a etapa de Mid-Ohio, entre os dis 5 e 7 de julho deste ano. Em comunicado, a categoria agradeceu os esforços de Honda e Chevrolet no desenvolvimento da tecnologia

A aguardada estreia dos motores híbridos da Indy finalmente tem data confirmada para acontecer. A categoria divulgou, nesta terça-feira (14), que as novas unidades de potência serão usadas oficialmente pela primeira vez entre os dias 5 e 7 de julho de 2024, na etapa de Mid-Ohio.

A estreia dos híbridos na Indy estava prevista para 2022, mas a pandemia da Covid-19 postergou a entrada da tecnologia em um ano. Logo depois, a categoria decidiu empurrar a introdução das unidades de potência para 2024. No início do ano, um terceiro problema e a novidade ficou apenas para depois das 500 Milhas de Indinápolis.

Relacionadas


Em comunidado, a Indy agradeceu a colaboração das fornecedoras Honda e Chevrolet no desenvolvimento da tecnologia e ainda disse que espera muito mais disputas dentro das pistas com a chegada da novidade, mesmo que aconteça com o campeonato em andamento.

“A força dessa inexplicável parceria entre Chevrolet e Honda levou esse inovador projeto para o grid em 2024. A unidade de potência híbrida específica para a Indy vai trazer elementos empolgantes para o campeonato, com energia adicional e opções de ultrapassagens. Mal podemos esperar para ver o início dessa era em Mid-Ohio”, disse Jay Frye, presidente da categoria.

Indy finalmente ganhou data oficial para novo motor estrear (Foto: IndyCar)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A expecativa da Indy é que inovação entregue mais competitividade no esporte, com novidades no push-to-pass, que facilita as ultrapassagens, e que os pilotos possem ter mais opções de comando durante as disputas. Além disso, novos elementos de segurança serão implementados, além da possibilidade dos pilotos religarem os carros sozinhos se rodarem ou ficarem parados na pista, evitando a necessidade de fiscais e de bandeiras amarelas nas provas.

Eric Warren, diretor de competições da General Motors, também comentou a chegada da novidade na Indy. “A introdução da tecnologia híbrida proporciona uma oportunidade de integrar dispostivos na categoria. Durante o desenvolvimento, fizemos extensas análises e testes para identificação do máximo de problemas”, destacou.

Um teste com todo o grid da Indy 2024, para uso da nova unidade de potência, está marcada para o dia 11 de junho, no oval de Milwaukee. Outras atividades já aconteceram em diversos circuitos, como Barber, Homestead, Indianápolis, Road America e Sebring para desenvolvimento da peça.

Indy retorna nesta quarta-feira (15), quando tem o início dos treinos livres para as 500 Milhas de Indianápolis. Entre sábado (18) e domingo (19), acontecerá a classificação da corrida mais importante do calendário, que acontece no próximo dia 26, com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.