Indy inicia conversas para corrida na Austrália em 2021

Em parceria com V8 Supercars, a Indy mira um retorno para a Austrália em 2021. Problemas de calendário evitam reviver corrida em Surfers Paradise, mas Sydney, que já recebeu MotoGP nos anos 1990, surge como principal candidata para abrir temporada

A Indy jamais escondeu o desejo de realizar corridas novamente na Austrália, e a categoria já iniciou conversas preliminares para o retorno em 2021.
 
A ideia inicial consistia em reviver a famosa corrida no circuito de rua de Surfers Paradise, presente no calendário entre 1991 e 2008, em uma parceria com a V8 Supercars. O problema é o conflito de datas existentes, já que a prova da categoria australiana de turismo acontece em outubro, e os americanos gostariam da etapa em fevereiro.
 
Sem a antiga pista, o novo circuito que entrou em consideração é o Sydney Motorsport Park, que recebeu a MotoGP nos anos 1990, além de provas da extinta A1GP.
A Indy tem apenas uma corrida fora dos EUA no calendário (Foto: Indycar)
"Indy e Supercars juntos fariam um grande evento, e em Sydney seria ótimo. Com isso dito, as discussões são apenas exploratórias, é muito cedo para saber se pode acontecer ou não", disse Jay Frye, presidente da Indy
 
A pista também ganhará um investimento governamental de $33 milhões de dólares para melhora da iluminação e obras nos arredores. A pista saiu do calendário dos Supercars, e o desejo dos australianos é de retornar apenas junto da Indy, em 2021.
 
"Nas conversas que tive com Mark (Miles, CEO da Indy) e Stephen (Starks, vice-presidente de promoções), eles gostariam de começar a temporada aqui em fevereiro, então estamos olhando o que pode significar para 2021, mas não será em 2021. Se quiserem correr na Austrália conosco, faremos o possível para ajudar, mas depende deles", declarou Sean Seamer, diretor-executivo do V8 Supercars.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube