Indy leva 21 carros para teste no Alabama. Da Costa estreia pela RLL

O grid quase completo da Indy foi para Barber em mais uma atividade após o encerramento da temporada 2020 e, entre os 21 carros, o destaque ficou por conta de António Félix da Costa, que ganha a chance com a RLL

Após dois dias de trabalhos focados no desenvolvimento do carro em Indianápolis, a Indy seguiu para o Alabama para testes coletivos nesta segunda-feira (2). E os destaques da sessão da Indy ficaram por conta do pelotão cheio, com 21 carros, além da estreia de António Félix da Costa, pela RLL.

Félix da Costa é o atual campeão da Fórmula E. O piloto se transferiu da BMW para a DS Techeetah e faturou seu primeiro título na categoria elétrica, com três vitórias e 71 pontos de vantagem para o vice-campeão Stoffel Vandoorne. Pela RLL, Da Costa tem a primeira oportunidade na Indy e, curiosamente, optou por um número diferente dos titulares na sessão, o #45, que foi o do terceiro carro da equipe na Indy 500, com Spencer Pigot.

Apesar disso, ainda não há sinais de que a RLL coloque um terceiro carro no grid em 2021, já tendo renovado os vínculos dos titulares Graham Rahal e Takuma Sato que, aliás, foram duas ausências da sessão ao lado dos carros da Dale Coyne e o da Carlin.

António Félix da Costa ganhou o primeiro teste em Barber (Foto: RLL)

Outra boa novidade da sessão é a presença de Jimmie Johnson, que vai fazer a temporada 2021 com a Ganassi apenas nos circuitos mistos e de rua. A lista de pilotos em Barber conta com quatro Penske – Josef Newgarden, Will Power, Simon Pagenaud e Scott McLaughlin, cinco Andretti – Colton Herta, Alexander Rossi, James Hinchcliffe, Ryan Hunter-Reay e Marco Andretti, quatro Ganassi – Scott Dixon, Johnson, Álex Palou e Marcus Ericsson, duas Carpenter – Conor Daly e Rinus VeeKay, duas McLaren – Felix Rosenqvist e Pato O’Ward, duas Foyt – Sébastien Bourdais e Dalton Kellett, além da Meyer Shank de Jack Harvey e da RLL de Da Costa.

Alabama foi um dos desfalques importantes do calendário 2020 da Indy, tendo a etapa cancelada por conta da pandemia de coronavírus. A prova, que volta em 2021, foi vencida por Sato no ano passado.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube