Kimball surpreende, supera Dixon e puxa fila no segundo treino livre em Phoenix. Kanaan fecha em 3º

Charlie Kimball surgiu para liderar o treino livre noturno da Indy em Phoenix. O americano da Carlin bateu o ex-companheiro de Ganassi Scott Dixon. Tony Kanaan ficou em terceiro

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A etapa de Phoenix está cheia de surpresas. A sexta-feira acabou com o treino noturno liderado pelo improvável Charlie Kimball, da novata Carlin. O americano, sempre rápido em ovais, virou 20s463, batendo por menos de 0s1 o ex-companheiro de Ganassi Scott Dixon, que finalmente apareceu bem.

Tony Kanaan segue andando muito bem no Arizona. Em um de seus melhores circuitos, o brasileiro apareceu em terceiro na sessão noturna, apenas 0s124 acima da marca de Kimball. Logo atrás veio Alexander Rossi, outro que está nas cabeças o tempo inteiro com a Andretti.

Se a Carlin teve uma ótima notícia com Kimball nas mesmas condições da corrida da noite deste sábado, a Harding também teve com Gabby Chaves, que conseguiu bater quinto lugar. Josef Newgarden, que continua cercando os ponteiros, foi sexto colocado.

A Andretti respondeu bem depois de uma classificação não mais que mediana. Além de Rossi, ainda botou Ryan Hunter-Reay e Marco Andretti dentro do top-8. Graham Rahal e Takuma Sato, dupla da RLL, vieram logo atrás.

O pole Sébastien Bourdais não passou de 21º, ligando uma luz amarela para a Dale Coyne nas condições da corrida. Matheus Leist ficou em 15º, enquanto Pietro Fittipaldi foi o 23º. Os dois novatos brasileiros andaram em condições basicamente desconhecidas no oval do deserto. Spencer Pigot teve muita dificuldade também e, além de não passar de 13º, ainda estampou o muro.

Charlie Kimball liderou o TL2 (Foto: Indy)

Confira como foi o TL2 em Phoenix

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O segundo treino livre da Indy em Phoenix começou pontualmente 0h de domingo (em Brasília). A sessão era importantíssima para os pilotos, já que a classificação ficava para trás e era hora da simulação de corrida, que também será no período noturno.

 
Os primeiros minutos foram dedicados ao treinamento nos boxes, com as marcas ficando totalmente em segundo plano. Charlie Kimball foi o único que fez algo decente no início, virando 21s211.
Alexander Rossi (Foto: Indy)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Chegaram os 15 minutos intermediários, que prometiam ser de ação pura, como tradicionalmente acontece nos treinos livres noturnos no Arizona. Os pilotos chegavam lá com Kimball na frente com 20s463, seguido por Tony Kanaan e o trio da Andretti: Alexander Rossi, Ryan Hunter-Reay e Marco Andretti.

 
Quando as coisas mexiam um pouco, com Josef Newgarden atingindo a quarta colocação 0s3 acima do tempo anotado por Kimball, Spencer Pigot teve seu primeiro grande problema em oval em 2018: foi parar no muro na curva 4, puxando a bandeira amarela. 
 
Por causa do incidente com Pigot, a direção de prova resolveu adicionar mais dez minutos na sessão, o que deu espaço para Scott Dixon surgir e abocanhar o segundo lugar menos de 0s1 atrás de Kimball.

Mas não serviu de muita coisa. Além de Dixon, pouquíssimo mudou na ordem de classificação do TL2. Mas Carlin, com Kimball, Andretti, Harding e Ganassi pareciam bem para a noite no deserto.

Indy, GP de Phoenix, TL2

1 23 Charlie KIMBALL EUA Carlin Chevrolet 20.463   52
2 9 Scott DIXON NZL Ganassi Honda 20.554 +0.091 56
3 14 Tony KANAAN BRA Foyt Chevrolet 20.587 +0.124 65
4 27 Alexander ROSSI EUA Andretti Honda 20.643 +0.180 74
5 88 Gabby CHAVES COL Harding Chevrolet 20.770 +0.307 77
6 1 Josef NEWGARDEN EUA Penske Chevrolet 20.786 +0.323 95
7 28 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Honda 20.806 +0.343 61
8 98 Marco ANDRETTI EUA Andretti Honda 20.811 +0.348 87
9 15 Graham RAHAL EUA RLL Honda 20.827 +0.364 82
10 30 Takuma SATO JAP RLL Honda 20.848 +0.385 95
11 20 Ed CARPENTER EUA Carpenter Chevrolet 20.851 +0.388 61
12 22 Simon PAGENAUD FRA Penske Chevrolet 20.856 +0.393 95
13 21 Spencer PIGOT EUA Carpenter Chevrolet 20.903 +0.440 44
14 5 James HINCHCLIFFE CAN Schmidt Peterson Honda 20.941 +0.478 66
15 4 Matheus LEIST BRA Foyt Chevrolet 20.942 +0.479 88
16 12 Will POWER AUS Penske Chevrolet 20.951 +0.488 99
17 59 Max CHILTON ING Carlin Chevrolet 20.973 +0.510 74
18 6 Robert WICKENS CAN Schmidt Peterson Honda 20.976 +0.513 79
19 26 Zach VEACH EUA Andretti Honda 21.004 +0.541 90
20 10 Ed JONES ING Ganassi Honda 21.033 +0.570 71
21 18 Sébastien BOURDAIS FRA Dale Coyne Honda 21.131 +0.668 58
22 32 Kyle KAISER EUA Juncos Chevrolet 21.149 +0.686 70
23 19 Pietro FITTIPALDI BRA Dale Coyne Honda 21.360 +0.897 66
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube