McLaren confirma Rosenqvist como substituto de Askew na Indy em 2021

Felix Rosenqvist está de partida para a McLaren. Depois de dois anos representando a Ganassi, o sueco agora troca de equipe na Indy. O piloto chega para substituir Oliver Askew e formar dupla com Pato O’Ward a partir da temporada 2021

Dias depois de anunciar a saída de Oliver Askew, a McLaren confirmou o segundo piloto da equipe para a temporada 2021 da Indy. A equipe revelou nesta quinta-feira (29) que este será o sueco Felix Rosenqvist, que assume o carro #7 no próximo campeonato e encerra passagem de dois anos pela Ganassi.

“Mal posso esperar para dar o próximo passo em minha carreira e me juntar a McLaren”, disse Rosenqvist. “A equipe mostrou que é uma adversária consistente neste ano e estou ansioso em trabalhar com Pato [O’Ward] para ajudar a ir mais adiante. Quero agradecer Sam, Ric, Zak e toda a equipe por me dar esta oportunidade. Já estou trabalhando para estar o mais preparado possível para a próxima temporada. Vai ser divertido”, seguiu.

Felix Rosenqvist encerra passagem pela Ganassi e vai para a McLaren (Foto: IndyCar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A empolgação de Rosenqvist é compartilhada pela alta cúpula da McLaren na Indy. Zak Brown e Sam Schmidt, chefes respectivamente de McLaren e SPM, encheram o sueco de elogios.

“Temos acompanhado Felix desde que ele chegou na Indy Lights em 2016 e ficamos constantemente impressionados com a performance dele nos últimos dois anos”, disse Sam Schmidt. “Achamos que ele e Pato completam um ao outro bem e, juntos, acreditamos que eles vão nos ajudar na nossa jornada adiante como equipe”, completou.

“Não é sempre que temos a chance de combinar dois jovens talentos estabelecidos como Pato e Felix”, comentou Zak Brown. “Acho que parear os dois vai nos dar um line-up forte de pilotos e estou empolgado para ver o que eles podem fazer juntos na pista”, encerrou.

Rosenqvist chegou na Indy em 2019 pelas mãos da Ganassi, o colocando no carro #10, como companheiro de equipe do hexacampeão Scott Dixon. Em sua primeira temporada, somou dois pódios e terminou o campeonato em sexto, sendo eleito “Novato do Ano”, o primeiro da equipe desde Juan Pablo Montoya, em 1999.

Em 2020, Felix teve um bom início de temporada, coroado pela vitória no GP de Elkhart Lake 2, ultrapassando o agora companheiro de equipe Pato O’Ward nas voltas finais. Rosenqvist não conseguiu manter a grande fase em sequência, sequer voltando ao pódio. Ele é 10º no campeonato.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube