Indy

Por problemas na pista, primeiro treino livre da Indy em Baltimore é encerrado pela direção de prova

Irregularidades na pista e perigo claro de um acidente grave fizeram com que a direção do GP de Baltimore, apoiada pela Indy e pelos pilotos, encerrasse o primeiro treino livre antes do previsto. Mudanças estão sendo conversadas para o segundo treino livre
Warm Up / FAGNER MORAIS, de São Paulo

Mais uma vez, o circuito de rua de Baltimore trouxe problemas aos pilotos durante uma atividade. Nesta sexta-feira (31), durante o primeiro treino livre, o asfalto irregular fez com que os carros tivessem problemas durante as voltas rápidas e dois acidentes aconteceram. Primeiro com Charlie Kimball, logo no início, e depois com Oriol Servià.

Faltando pouco mais de 20 minutos para o final da sessão, a direção de prova decidiu encerrar a sessão para rever os problemas na pista. Logo que colocou seus pés na pista, ainda na quinta-feira (30), Rubens Barrichello já havia dito, em sua conta no Twitter, que a parte onde há um trilho de trem iria prejudicar os pilotos.

Mas antes de tudo isso, a disputa por posições estava interessante e quem estava indo bem era Marco Andretti, que havia feito o melhor tempo. Rubens Barrichello ocupava a segunda colocação, quase 0s4 mais lento que o piloto da Andretti

James Hinchcliffe, EJ Viso, Simona de Silvestro, Tony Kanaan, Hélio Castroneves, Will Power, Justin Wilson e JR Hildebrand completaram os dez melhores da sessão. Fazendo sua reestreia na Indy, Bruno Junqueira não conseguiu mostrar muito, deu apenas três voltas e acabou na 19ª colocação, a última entre os pilotos que entraram na pista.

Ainda não se sabe se as mudanças que estão sendo conversadas serão feitas a tempo do segundo treino livre, previsto para acontecer ainda hoje.

Confira como foi o primeiro treino livre em Baltimore

O final do treino da Star Mazda e uma inspeção na pista feita pelos organizadores acabaram atrasando o início da primeira sessão de treinos para o GP de Baltimore em quase meia hora. Depois que a sessão foi iniciada, logo em seus primeiros minutos, Charlie Kimball bateu forte e o treino ficou em sem movimentação e com bandeira vermelha por cerca de dez minutos.

Com tudo certo, a atividade recomeçou e Marco Andretti assumiu a primeira colocação, com o tempo de 1min22s665, com Rubens Barrichello na segunda colocação. Mas o piloto da Andretti melhorou sua marca em pouco mais de 0s3 e era 0s682 mais rápido que o piloto da KV Racing.

Gustavo Yacamán, piloto da Indy Lights, tirou uma foto do momento em que um carro passava pela irregularidades da pista (Foto: Gustavo Yacamán/Instagram)

Barrichello foi o primeiro a entrar na casa de 1min21s e foi quase 1s mais rápido que Andretti, que não deixou muito barato e reassumiu a primeira posição minutos depois. Faltando pouco mais de meia hora para o final da sessão, Bruno Junqueira fez sua reestreia na Indy pela Sarah Fisher, substituindo o estreante e lesionado Josef Newgarden.

Com o tempo que o treino corria mais pilotos entravam na pista para participar da atividade, como Dario Franchitti, Mike Cownay, JR Hildebrand e Justin Wilson deram as caras. Mas ninguém conseguiu tirar Andretti da primeira colocação, nem Barrichello do segundo posto.

O treino entrou na meia hora final com mais pilotos na pista, entre eles os brasileiros Tony Kanaan e Hélio Castroneves. Mesmo com o piloto da KV aproveitando a chance e pulando para terceiro, o treino foi paralisado mais uma vez por outra bandeira vermelha. Desta vez, foi Oriol Servià que se acidentou e a atividade outra vez sem movimentação.

Após uma reunião, a direção de prova avaliou que os problemas na pista poderiam atrapalhar os pilotos e decidiu encerrar o treino faltando pouco mais de 20 minutos para o final. Com isso, vários pilotos, como Scott Dixon, Graham Rahal Ryan Hunter-Reay não conseguiram entrar na pista e ficaram sem tempo.

Indy, GP de Baltimore, Treino livre 1: