Power domina e puxa dobradinha com Newgarden no GP de Mid-Ohio 1. Dixon é 10º

Will Power foi absolutamente impecável no sábado em Mid-Ohio. O australiano aproveitou a pole e puxou tranquilo a dobradinha com Josef Newgarden, que reduziu um pouco a distância para Scott Dixon, apenas o 10º em atuação apagada

A chuva não apareceu a tempo e, assim, absolutamente ninguém conseguiu passar nem perto de Will Power neste sábado (12). Pole, o australiano sumiu na frente na corrida 1 de Mid-Ohio: teve a melhor largada, o ritmo mais forte, as paradas mais eficientes e, assim, quebrou um jejum de vitórias que vinha desde o GP de Portland de 2019. De quebra, puxou uma dobradinha, com Josef Newgarden em um essencial segundo lugar para as pretensões de tricampeonato.

É que, enquanto isso, Scott Dixon não passou da décima posição, por mais que tenha feito uma bela largada e um primeiro stint bem eficiente para reduzir os danos de uma péssima classificação.

O pódio da primeira corrida no misto de Lexington ainda teve Alexander Rossi, que segurou por mais de 20 voltas os ataques do dono da casa Graham Rahal, que foi quarto. Atrás deles chegou Ryan Hunter-Reay, que não teve ritmo bom apesar de sair de segundo.

Felix Rosenqvist, Jack Harvey, Rinus VeeKay e Colton Herta também figuraram no top-10, na frente de Dixon. Pato O’Ward, também de classificação difícil, foi 11º.

Will Power venceu a corrida 1 em Mid-Ohio (Foto: Indycar)

Saiba como foi a corrida 1 em Mid-Ohio

O GP de Mid-Ohio começou pontualmente às 18h (em Brasília). Will Power foi bem esperto e escapou na frente, deixando Ryan Hunter-Reay pelo caminho para ser, em poucos metros, superado por Josef Newgarden e Conor Daly.

A Penske escapava, assim, com 1-2 lá na frente, mas nem tudo eram flores. É que Simon Pagenaud, que classificou bem atrás dos parceiros, tentava tirar o atraso logo no início e, afobado, tocava em Rinus VeeKay, levando a pior, rodando e caindo para a última colocação.

Hunter-Reay partiu para cima de Daly e conseguiu o troco pouco depois, reassumindo o terceiro lugar. Enquanto isso, Scott Dixon largava bem, imprimia bom ritmo e ia se jogando para empilhar ultrapassagens no início da prova.

O neozelandês já virava 11º na volta 12, seguido por Pato O’Ward, outro piloto que vem muito bem no campeonato, mas que largou do fundo do pelotão. No entanto, ambos tinham de cortar a distância para os ponteiros, por ficarem muito tempo atrás de um grupo atrapalhado pela falta de ritmo de Marco Andretti.

A volta 15 chegava com Power abrindo 3s2 para Newgarden, 6s1 para Hunter-Reay e 9s7 para Daly. O top-10 ainda tinha Alexander Rossi, Felix Rosenqvist, Jack Harvey, Graham Rahal, Colton Herta e Santino Ferrucci, com Dixon e O’Ward logo atrás. Ali, Andretti já quase tomava uma volta, tendo aberto a janela de paradas bem cedo, com aparente problema no carro.

Takuma Sato, Pagenaud Harvey deram continuidade aos trabalhos de boxes, ainda antes do 20º giro. Isso ajudava Rahal, que perdeu muito tempo atrás do inglês, mas tinha ótimo ritmo, encostando em Rosenqvist. Na sequência foram aos boxes os ponteiros Power, Newgarden, Hunter-Reay, Daly e Rosenqvist, que trocavam de posição na parada. Dixon e O’Ward também paravam e, de novo, a McLaren se complicava com o mexicano.

Mas tinha quem alongasse o primeiro stint, como os casos de Rossi e Rahal, nas duas primeiras posições e tentando misturar a briga pelos lugares de destaque da prova. A estratégia fazia sentido também porque Power, Newgarden e os demais ficavam presos em carros mais lentos que não tinham parado.

Colton Herta teve um segundo stint bem forte (Foto: Indycar)

Quando finalmente todo mundo fazia sua primeira parada, na volta 28, poucas mexidas no topo da ordem: Power, 2s8 atrás vinha Newgarden, depois Hunter-Reay, Rossi, Rosenqvist, Rahal, Harvey, Daly, Dixon e Herta.

Power ia abrindo um caminhão de vantagem na liderança, enquanto que Hunter-Reay e Rossi se aproximavam perigosamente de Newgarden. Rosenqvist e Rahal não vinham muito longe também, enquanto que Dixon segurava ataques nervosos de Herta, pouco depois dos dois terem até um pequeno toque.

Enquanto Dixon ia perdendo ritmo e via Herta e VeeKay passarem e abrirem, uma filinha se montava no grupo da frente. Hunter-Reay perdia um pouco de contato com Newgarden e, ao mesmo tempo, segurava Rossi, Rosenqvist e Rahal. Rossi, aliás, cansou de ficar preso no tráfego e antecipou a parada 2, o que deu certo: voltou na frente de Hunter-Reay quando o parceiro foi aos boxes.

Os líderes todos pararam ali entre o giro 46 e 48, logo depois de Rossi, com Power tendo um pit-stop basicamente perfeito e não apenas mantendo a ponta como abrindo para Newgarden. Rossi, na frente de Hunter-Reay, era quem ficava para perseguir Josef, depois de ter dado uma fritada nos pneus em reflexo a uma barbeiragem de Andretti, que ia parar na grama por alguns segundos.

Quando todo mundo fazia a segunda e, aparente, última parada nos boxes, Power tinha 8s3 para Newgarden, que era pressionado por Rossi. Rahal já surgia em quarto, abrindo boa margem para Hunter-Reay, que tinha Rosenqvist e Harvey na sua cola. Herta, VeeKay, Daly, Dixon e O’Ward apareciam atrás.

Mas VeeKay queria mais e mostrava bastante ousadia para tal. O holandês mergulhava por fora e dava um nó em Herta, subindo para oitavo. Brigas boas seguiam se desenhando no pelotão, com Rahal aparecendo no retrovisor de Rossi e Dixon tentando roubar o top-10 de Daly.

E Dixon conseguiu, com Daly tendo problemas justamente na última volta e despencando para 13º. Rahal, por sua vez, não conseguiu tirar Rossi do caminho, com o americano completando o pódio com Power e Newgarden.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Indy 2020, GP de Mid-Ohio 1, Final:

1W POWERPenske Chevrolet1:29:08.91075 voltas
2J NEWGARDENPenske Chevrolet+7.452 
3A ROSSIAndretti Honda+8.992 
4G RAHALRLL Honda+9.232 
5R HUNTER-REAYAndretti Honda+13.228 
6F ROSENQVISTGanassi Honda+14.117 
7J HARVEYMeyer Shank Honda+18.220 
8R VEEKAYCarpenter Chevrolet+19.247 
9C HERTAAndretti Honda+26.026 
10S DIXONGanassi Honda+32.718 
11P O’WARDMcLaren Chevrolet+33.614 
12A PALOUDale Coyne Honda+34.477 
13C DALYCarpenter Chevrolet+39.307 
14S FERRUCCIDale Coyne Honda+42.996 
15M ERICSSONGanassi Honda+43.695 
16M CHILTONCarlin Chevrolet+44.472 
17T SATORLL Honda+45.842 
18S PAGENAUDPenske Chevrolet+46.239 
19O ASKEWMcLaren Chevrolet+1:08.411 
20Z VEACHAndretti Honda+1 volta 
21C KIMBALLFoyt Chevrolet+1 volta 
22D KELLETTFoyt Chevrolet+1 volta 
23M ANDRETTIAndretti Honda+1 volta 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube