Rossi culpa calendário apertado por falhas e problemas de confiabilidade na Indy

O início de Alexander Rossi em 2020 foi longe do ideal. O piloto explicou que o calendário condensado por conta da pandemia aumenta muito os erros e problemas de confiabilidade

Alexander Rossi era favorito ao título da Indy em 2020, mas o início ruim jogou o piloto da Andretti para fora do top-10 na classificação. Batalhando contra problemas de confiabilidade e erros, ele é apenas 13º no campeonato.

Em entrevista ao site Motorsport.com, Rossi explicou que o calendário condensado por conta da pandemia aumenta os problemas de confiabilidade. Em cinco corridas da Indy, seu melhor resultado foi o 3º posto na corrida 2 em Elkhart Lake.

“Acho que nos anos anteriores, você tinha três sessões de treino para trabalhar em cima dos problemas. Se você tiver uma falha mecânica, provavelmente aparece antes da tarde de domingo. Se você errar e sair da pista, vai fazer isso antes do domingo”, declarou.

Alexander Rossi foi sexto na primeira corrida em Iowa (Foto: Indycar)

Rossi teve problemas nas três primeiras corridas do campeonato, falhando em ficar no top-10. Ele chegou a ser o piloto com menos pontos entre os que fazem a temporada integral, mas se reabilitou com o pódio em Elkhart Lake e o sexto lugar na corrida 1 de Iowa.

“As pessoas estão encontrando os limites. É um calendário apertado, você tenta conseguir muitas coisas em um período curto de tempo. Raramente você responde as suas dúvidas em um treino, depois disso é direto para classificação e corrida”, completou.

“Tem sido um desafio. É algo que imagino que todo mundo está tentando se adaptar e melhorar. É a principal razão por ver bastante disso”, concluiu.

A corrida 2 de Iowa está marcada para começar às 21:42 deste sábado (18), com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube