McLaughlin lamenta vitória perdida na última curva no Texas: “Vai doer”

Scott McLaughlin fazia mais uma grande corrida no Texas e parecia ter a segunda vitória consecutiva na temporada encaminhada, mas acabou sendo ultrapasado na última curva na última volta pelo companheiro de equipe Josef Newgarden

A ultrapassagem de Newgarden sobre McLaughlin na última volta (Vídeo: Indycar)

Scott McLaughlin fazia mais um final de semana praticamente impecável na Indy. Depois de vencer de ponta a ponta a prova de abertura em São Petersburgo, na Flórida, o neozelandês se classificou em segundo no Texas e liderou 186 das 248 voltas da corrida. Mas, no giro final, acabou sendo ultrapassado por Josef Newgarden, seu companheiro de Penske, perdendo a vitória por apenas 0s067.

Mesmo após ver o triunfo escapar nos instantes finais, McLaughlin valorizou o resultado, e também o trabalho de Newgarden. “Terminar em segundo é um ótimo dia, mas infelizmente nós lideramos por várias voltas e no final das contas perdemos. Mas, se você tiver que perder para alguém, que seja para o seu companheiro de equipe, então créditos para o Josef [Newgarden] e o time da PPG”, disse Scott após a prova.

“Chateado que não conseguimos a vitória pela XPEL e Chevrolet, mas no final do dia nós fomos competitivos e aprendi bastante nesta corrida. Isso é muito importante indo para Indianápolis. Estou chateado, e vai doer, é o que é. Mas também estou orgulhoso do nosso desempenho”, contou o tricampeão do V8 Supercars na Austrália.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Scott McLaughlin liderou 186 voltas, mas acabou perdendo vitória no Texas na última curva (Foto: Twitter / Scott McLaughlin)

McLaughlin estava lidando bem com os retardatários, até que não conseguiu passar a Dale Coyne de David Malukas na última volta, o que abriu a oportunidade para Newgarden, mas citou que o tráfego é algo presente e importante. “Sempre vai ter um papel, é assim nas corridas em ovais. Meu carro provavelmente já não estava mais tão bom para lidar com o tráfego. Eu sabia que seria difícil controlar o carro, estava ficando mais duro”.

“Assim que [o Newgarden] colocou a asa dianteira do meu lado por fora, eu sabia que não tinha mais como bloqueá-lo. Eu pensei em ir por cima com o Malukas ali, mas estava preocupado que poderia ir para o asfalto cinza e para o muro. Você se culpa se fizer e também se não fizer. Mas eu vou aprender e melhorar com isso, e sei que fizemos uma corrida realmente muito boa”, explicou Scott.

Perguntado se teria bloqueado Newgarden caso não fosse seu companheiro de equipe, o neozelandês ficou em cima do muro. “Eu não sei, com certeza na próxima vez eu vou pensar nisso. As coisas acontecem em menos de um segundo, sou humano e tenho que aprender com isso. Essa foi a minha primeira vez liderando em um oval com alguém atrás de mim, sou um piloto limpo, e não fiz isso”, revelou McLaughlin.

Com o resultado no GP do Texas, Scott McLaughlin acumula agora 97 pontos, e é o líder isolado da Indy com 28 pontos de vantagem para Will Power. A categoria retorna agora no dia 10 de abril para o GP de Long Beach, as ruas da cidade californiana.

O’WARD DEVE ESQUECER FÓRMULA 1 E PENSAR NO TÍTULO DA INDY
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar