Veach faz largada magistral de quinto para primeiro e vence etapa de Watkins Glen da Lights. Negrão é 3º

Zach Veach deu um show na corrida de Watkins Glen da Indy Lights. O americano foi de quinto para primeiro na largada, sumiu na frente e venceu a segunda no ano em circuito misto. André Negrão fez mais um pódio, chegando em terceiro

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Zach Veach foi um piloto espetacular na etapa de Watkins Glen da Indy Lights. Neste sábado (3), o americano fez uma largada magistral de quinto para primeiro, disparou na frente e ditou o ritmo da prova com muita tranquilidade para vencer mais uma em mistos, repetindo o que fez em Road America semanas atrás.

O segundo lugar ficou com Ed Jones, o grande vencedor do dia. Bem na largada, nas ultrapassagens e contando com um azar imenso de Santiago Urrutia que teve um pneu estourado, o piloto dos Emirados Árabes voltou a ganhar força na briga pelo título.

André Negrão conseguiu cumprir a primeira parte da meta para o fim de 2016 e garantiu mais um pódio, cruzando a linha final no terceiro lugar. Atrás vieram Kyle Kaiser e Neil Alberico, que precisava muito de um bom resultado para tentar ficar em 2017 no grid.

Shelby Blackstock, Félix Serrallés, Garett Grist, Zachary Claman De Melo e Dean Stoneman fecharam o top-10 da etapa de Watkins Glen. Agora, os pilotos partem para o fim de semana decisivo em Laguna Seca.

Zach Veach venceu a corrida em Watkins Glen (Foto: Indy Lights)

Confira como foi a etapa de Watkins Glen da Lights:

A largada para a corrida da Lights em Watkins Glen aconteceu às 14h45 (em Brasília). Santiago Urrutia parecia fugir bem do pelotão, mas Zach Veach começou de forma espetacular e, saindo de quinto, saltou para a primeira colocação, superando o uruguaio. 

André Negrão saiu de maneira lenta e parecia cair para quarto, mas contornou bem a primeira curva e recuperou ao menos o terceiro lugar. No giro seguinte, porém, o brasileiro foi superado por Ed Jones.

Logo no início, Félix Serrallés e Zachary Claman De Melo se enroscaram e tiveram de ir aos boxes, rapidamente ficando longe do grupo dos primeiros colocados. A volta três apontava o top-10 com Veach, Urrutia, Jones, Negrão, Kyle Kaiser, Dean Stoneman, Neil Alberico, Garett Grist, Dalton Kellett e Shelby Blackstock.

Enquanto Veach voava na liderança e parecia pronto para abrir um caminhão de diferença para Urrutia e os demais, a briga no fundo do pelotão esquentava. Kellett e Blackstock se tocaram e, assim, o canadense foi passear fora da pista e perdeu o décimo posto para Serrallés.

Veach seguia muito tranquilo na ponta e já abria mais de 5s5 para Urrutia, mas a prova esquentava pelos outros lugares do pódio. Atrás do uruguaio vinham colados Jones, Negrão e Kaiser.

A pressão de Jones faria efeito na volta 15. Na briga direta entre os dois principais postulantes ao título, o piloto da Carlin levava a melhor, puxando junto Negrão e Kaiser, que também superavam um lento Urrutia. Lá atrás, um muito veloz Serrallés tirava Grist de nono.

O mundo de Urrutia caiu alguns giros mais tarde. O pneu dianteiro esquerdo do uruguaio estourou, fazendo com que seu carro ficasse lento boa parte da volta. Santi foi aos boxes, mas já caía para 11º. Enquanto isso, Stoneman errava na curva 1 e saía de quinto para sétimo.

Stoneman ia para os boxes e praticamente dava adeus às chances de título. Com isso, Serrallés subia para sétimo, colado em Alberico e Blackstock.

O fim de prova teve Veach apenas controlando os mais de 4s para Jones, que também não tomou tantos sustos assim com as investidas de Negrão. Kaiser chegou atrás, com Alberico batendo Blackstock para fechar o top-5.

PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube