Vencedor em 2017, Sato prevê Indy 500 “extremamente difícil” de ultrapassar

Introdução do aeroscreen aumentou o peso e diminuiu a aderência dos carros em Indianápolis. O experiente Takuma Sato prevê uma corrida difícil em termos de disputas

Vencedor da edição 2017 da Indy 500, o japonês Takuma Sato, da RLL, não mostra otimismo para a corrida no Brickyard em 2020. Será a primeira visita no oval mais famoso do mundo após a introdução do aeroscreen, dispositivo de segurança posicionado para proteger o cockpit.

Em entrevista ao site Motorsport.com, o veterano relatou as dificuldades aerodinâmicas introduzidas pela peça, que aumentou o peso nos carros e deve fazer os stints de pneus durarem mais.

“Acho que tem duas coisas acontecendo. O aeroscreen é um ótimo dispositivo de segurança, mas um monte de peso na parte alta do carro tem nos afetado, então perdemos um pouco de aderência e eficiência aerodinâmica. O segundo é que o IMS fez um grande trabalho em tempos de tratamento do asfalto, então trouxe aderência e consistência, mas faz os pneus durarem mais”, comentou o japonês.

Takuma Sato é o único asiático vencedor em Indianápolis (Foto: Indycar)

Sato também aposta em uma corrida com menos ultrapassagens. A Indy 500 de 2018 recebeu diversas críticas pela monotonia. Foi a primeira edição da corrida depois da introdução dos novos kits aerodinâmicos.

“Vamos dizer que um stint é de 30 voltas. Acostumava ter mais desgaste de pneus, mas hoje, fiquei surpreso com a condição que desgastou menos, o que torna mais difícil de ultrapassar. Assim que você segue e se aproxima do carro à frente, a direção escapa e começa a deslizar, tornando muito difícil. Acho que na frente, teremos mudanças na liderança, mas do terceiro carro para trás, será extremamente difícil ultrapassar”, completou.

A classificação da Indy 500 acontece neste fim de semana, entre os dias 15 e 16. A largada da 104ª edição está marcada para o dia 23.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube