11 pontos atrás, Dovizioso diz que Phillip Island está entre pistas favoritas de Márquez e admite: “Não somos favoritos”

Andrea Dovizioso é o único piloto com chances reais de evitar o tetracampeonato de Marc Márquez. 11 pontos atrás a três etapas do fim, o piloto da Ducati sabe que a Austrália representa uma ameaça: não é onde a equipe italiana tende a andar melhor e Phillip Island é um traçado onde Márquez se dá muito bem

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A contagem regressiva para o fim da temporada 2017 do Mundial de Motovelocidade já está valendo. Faltam apenas três etapas, sendo que o GP da Austrália acontece no próximo dia 22 de outubro. 11 pontos atrás de Marc Márquez na classificação, Andrea Dovizioso vem de vitória e com altas expectativas. O italiano sabe que não é favorito no traçado de Phillip Island, então vai precisar tirar algum coelho da cartola.

 
Dovizioso apontou Márquez como favorito na Austrália. Desde que chegou à MotoGP, Márquez venceu apenas uma vez em Phillip Island, é verdade, mas anotou duas poles em corridas que abandonou por acidentes e acabou desclassificado em outra oportunidade quando brigava pela vitória. A Ducati vai aceitar tirar o que der na etapa.
 
"Com certeza Phillip Island é uma das pistas favoritas de Márquez e provavelmente a situação será mais complicada para nós, mas no ano passado fizemos uma boa corrida. Vamos trabalhar da melhor maneira possível por todo o fim de semana", disse Dovizioso.
 
"Temos que ser sempre rápidos em todas as pistas e qualquer condição. Não somos favoritos para ganhar na Austrália, mas lutaremos como sempre", terminou.
 
Jorge Lorenzo, por outro lado, tem uma percepção diferente do GP do Japão. Se Dovizioso ganhou, Lorenzo foi apenas o sexto colocado e admitiu que não foi bem nas pistas em que ele e a Ducati mais esperavam desempenho na temporada. O tricampeão da Classe Rainha do Mundial de Motovelocidade espera que a moto da marca de Borgo Panigale renda melhor agora do que nos testes de pré-temporada na Austrália.
Andrea Dovizioso e Marc Márquez (Foto: Repsol)
"A corrida de Motegi não foi como esperávamos, mas estamos pensando em Phillip Island. Esse ano acabamos não indo bem nos GPs em que tínhamos mais expectativas. Às vezes onde menos se espera nós conseguimos melhorar muito", falou. "Temos que melhorar em relação à pré-temporada. [Nos testes coletivos] demoramos demais a andar rápido. Agora se passaram oito meses e precisamos dar o máximo para seguir evoluindo. E precisamos ver o clima, porque normalmente faz frio, o que pode ser chave para os pneus", falou.
 
Lorenzo é apenas o sétimo colocado no Mundial, com 116 pontos, enquanto Dovizioso tem 233. 
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube