15 anos após substituição das 500cc, diretor aponta Rossi como “rei da MotoGP” e elege Estoril 2006 como melhor corrida

15 anos depois da criação da MotoGP, Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial de Motovelocidade, classificou Valentino Rossi como “rei” da categoria. Dirigente também elegeu o GP de Portugal de 2006 como a melhor corrida

 
Diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial de Motovelocidade, Carmelo Ezpeleta fez um balanço dos primeiros 15 anos de história da MotoGP e classificou Valentino Rossi como rei da categoria.
 
Falando ao diário espanhol ‘As’, Ezpeleta lembrou que Rossi é o piloto com mais títulos na MotoGP e refutou a ideia de que o #46 não tinha adversários de alto nível.
Carmelo Ezpeleta escolheu Estoril 2006 como a melhor prova da MotoGP (Foto: GEPA pictures/ Mario Kneisl)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“É evidente que o rei da MotoGP é Rossi, porque em 15 anos, ganhou seis títulos e ainda soma outro das 500cc”, lembrou Ezpeleta. “Para mim, não vale que questionem quem vencia Rossi, porque ganharam alguns que eram muito rápidos”, seguiu.
 
“Alguém pode dizer que Sete [Gibernau] ou [Alex] Barros não iam rápido?”, questionou.
 
Indagado sobre qual a melhor corrida desses 15 anos de categoria, Ezpeleta apontou algumas de suas favoritas, mas destacou a prova do Estoril em 2006. Naquela prova em Portugal, Dani Pedrosa caiu e tirou Nicky Hayden, que disputava o título. Além disso, Toní Elías, correndo por uma equipe satélite da Honda, bateu Rossi por 0s002 na linha de chegada, uma derrota que acabou sendo decisiva para a conquista do #69 na prova seguinte, em Valência.
 
“Foi muito boa a do Estoril em 2006, com Eliás, [Kenny] Roberts [Jr.] e Rossi, e com tudo que aconteceu nela”, citou. “Também foi boa a Sete e Rossi em Sachsenring [em 2003], com aquele final em que Sete surpreende Rossi”, seguiu.
 
“Foi muito boa uma de [Max] Biaggi, Rossi e [Loris] Capirossi em Mugello. E as de Montmeló em 2009, da Austrália em 2015 e a do flag-to-flag de Phillip Island em 2013, a da bandeira preta para Márquez com a confusão da Bridgestone, porque não foi uma corrida excepcional, mas não podia acontecer mais nada além do que aconteceu”, comentou. “De todo modo, se tenho de destacar uma, destaco a do Estoril em 2006”, concluiu.

#GALERIA(6986)
 
PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube